MotoGP, 2021: Quartararo tem tudo para ser Campeão

Por a 12 Outubro 2021 12:00

Com uma vantagem de 52 pontos, Fabio Quartararo tem todos os trunfos nas mãos para se tornar campeão mundial de MotoGP em 2021. Basta-lhe ficar à frente de Pecco Bagnaia em Misano para recolher os louros aos 22 anos de idade.

O piloto da Yamaha só precisa de em Misano ficar um lugar à frente do seu único rival ao título Pecco Bagnaia, para se tornar o primeiro campeão do mundo francês na “categoria rainha” em mais de 70 anos de história dos Grandes Prémios. Pelo  contrário, no caso improvável do italiano da Ducati vencer as três provas de Misano, Portimão e Valência, Fabio só tem de terminar em oitavo três vezes.

O autoproclamado “El Diablo” amadureceu e demonstra-o com uma temporada magistral. As estatísticas mostram a amplitude do seu talento. Em 15 Grandes Prémios Fabio Quartararo esteve na primeira linha 14 vezes, quatro delas na pole. Apenas no Qatar perdeu o top 3 na qualificação, mas pelo menos largou da segunda linha. Isso reforça a sua capacidade de conseguir uma volta rápida, o que sempre é importante nas qualificações.

Quartararo alcançou cinco vitórias nesta temporada e mais cinco lugares de pódio. Apenas uma vez terminou fora do top 10, quando passou por problemas de ‘pomp-arm’ no braço em Jerez. O piloto de Nice destaca-se pelo seu carácter forte, pela sua resiliência, porque mesmo quando as coisas lhe correm mal, consegue dar a volta aos problemas e sair por cima. E isso é de campeão!

Há também o seu feitio impar. Apresenta-se normalmente em cada GP relaxado e feliz, com aquele sorriso de menino que fala por si. Enquanto outros pilotos preferem mergulhar e ignorar tudo, Fábio prefere conversar e até brincar com os seus mecânicos.

Além de maturidade e visão, um campeão, naturalmente também precisa de qualidade de condução excepcionais. Quartararo tem tudo isso.

Basta olhar para os outros pilotos da Yamaha. O seu ex-companheiro de equipa, Maverick Viñales, ficou tão atolado que a colaboração acabou antes do final da temporada. O ano de Valentino Rossi é tão problemático e os seus resultados tão decepcionantes que ele finalmente decidiu renunciar. Franco Morbidelli, que foi vice-campeão mundial no ano passado, também estava a passar por dificuldades antes de a lesão o obrigar a fazer uma longa pausa.

Em resumo, Fabio tem todas as qualidade para ser campeão do mundo e merece-o de pleno direito!

Passou por um ano de 2020 difícil, que começou promissor com duas vitórias iniciais em Jerez, mas depois perdeu o rumo e caiu para o oitavo lugar geral. Um psicólogo desportivo cuidou do seu temperamento no inverno – nem todos têm a humildade para o fazer – e os resultados estão à vista.

Resta apenas uma questão. Fábio Quartararo é o começo de uma nova era em que a juventude domina, ou é apenas a continuação do interregno, uma espécie de ponte até ao momento em que Marc Márquez volte em força ao pleno poder?

ASSIM VAI O CAMPEONATO

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x