MotoGP, 2021, Qatar: Viñales vence a primeira contra armada Ducati

Por a 28 Março 2021 19:00

A confiança de Maverick Viñales não o falhou por uma vez, com a pressão sustentada ao longo da corrida a pagar dividendos e o homem da Yamaha Monster a vir de 7º para vencer!

A previsão de Jack Miller sobre o arranque das Ducati provou-se certíssima, com não uma, mas quatro vermelhas a saltarem para diante com Bagnaia, Miller, Zarco e Martini a liderar sobre as Yamaha enquanto Petrucci ficaria logo na primeira volta ao cair da KTM Tech3.
Nas voltas seguintes, as Ducati reforçaram o comando seguidas por Aleix Espargaró, Rossi, Viñales, Rins e Mir com Oliveira 11º.

A seguir Zarco veio mesmo para segundo atrás de Bagnaia e a um terço da corrida Bagnaia estava a realizar a façanha considerável de manter a liderança e ao mesmo tempo poupar os pneus, levando consigo Zarco a abrir um intervalo de 7/10 de segundo para o terceiro, que entretanto era já Quartararo na Yamaha.

Viñales e Rins vinham a seguir, enquanto Nakagami vinha também sofrer uma queda e Valentino Rossi tinha baixado para 10º e depois 11º quando Oliveira, mantendo Pol Espargaró atrás de si, o passou.

Logo a seguir Viñales atacava para chegar a terceiro e depois a segund,o passamos Zarco no miolo da pista, enquanto Rins um pouco atrás fazia o mesmo a Quartararo.

Viñales estava imparável e começou a pressionar Bagnaia, enquanto Valentino Rossi alargara numa luta com as KTM, baixando para fora dos pontos.
Uma e outra vez à frente, a Yamaha tentou mostrar roda à Ducati mas Bagnaia controlava a saída de curva e mantinha o lugar.

Com Alex Márquez a cair da traseira à 14ª volta e Oliveira entretanto ultrapassado pela Honda Repsol de Pol Espargaró, mantendo a 10ª posição,  Miller recuperou o 4º que tinha perdido para Rins e Viñales fez mesmo a manobra ficar e era o novo líder…

Ainda por cima outra Ducati, a de Enea Bastianini, tinha vindo tirar Oliveira do top 10 e Bagnaia fora passado por Zarco, salvando ainda o terceiro degrau do pódio…
O 11º de Oliveira parecia longínquo mas os primeiros 10 estavam afastados por escassos 8 segundos apenas, quando a três voltas do final Mir veio tirar Bagnaia do pódio e Miller tinha baixado para nono para óbvia desilusão dos quadros da Ducati enquanto mais atrás, infelizmente Stefan Bradl tinha vindo passar Oliveira que baixava para 12º… Um ataque tardio de Mir falhou em tirar segundo a Zarco, com uma Yamaha e duas Ducati no pódio!

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Destaque Homepage
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x