SBK: Laverty pronto para Laguna Seca?

Por a 11 Julho 2019 15:00

Em 2018, a prova americana das SBK foi uma espécie de encruzilhada no regresso de Eugene Laverty (Team Goeleven) ao Campeonato do Mundo de Superbike. O vice-campeão de 2013, vencedor de várias corridas e candidato ao título no seu primeiro ano nas séries, regressou ao paddock em 2017, unindo forças com a Milwaukee Aprilia.

Foi tudo muito bem preparado para o irlandês: uma equipa com uma vasta experiência de alto nível, uma moto familiar e o fim de uma fome de dois anos no MotoGP, tentando espremer tudo e mais alguma coisa de máquinas pouco competitivas.

Mas os resultados e a sorte recusaram-se a segui-lo no seu regresso a bordo da RSV4 de Noale, e o ano um terminou com apenas três lugares entre os cinco primeiros, nenhum no pódio.

O início de 2018 foi ainda pior. Três corridas duras foram seguidas por um acidente que ameaçou a sua carreira na 2ª Corrida da Tailândia. Progresso foi feito após o seu retorno de lesão, dois meses depois, mas ainda um passo abaixo das altas expectativas que todos no projeto tinham colocado sobre si mesmos. E então veio Laguna Seca.

Um fantástico 4º na Corrida 1 foi seguido por pole para a Corrida 2 (devido ao formato de grelha invertida de então).

Jonathan Rea (Kawasaki Racing) passou com facilidade a um terço da corrida para vencer; Chaz Davies (Ducati) fez o mesmo depois de dois terços. Mas nem os seus respetivos companheiros de equipa nem os pilotos da Yamaha Pata foram capazes de apanhar Laverty. Quatro anos depois, Laverty estava de volta ao pódio.

Foi um sucesso que impulsionou o piloto irlandês para as rondas seguintes, onde produziu mais um pódio em Misano, uma primeira Superpole em anos no seu bem conhecido Portimão e exibições mais promissoras na Argentina e no Qatar.

Nesta temporada, Laverty enfrenta uma situação diferente. A questão no momento não é se vamos vê-lo e a equipa Goeleven a lutar por pódios nos EUA, mas se o vamos ver de todo, depois de ter sido forçado a retirar-se em Inglaterra após a FP2.

Laverty ofereceu algumas razões para otimismo quando se retirou do evento no Reino Unido, dizendo: “Estou a melhorar semana a semana, por isso o meu foco agora está em Laguna Seca, uma pista contra o relógio que dá ao pulso direito muito mais descanso que Donington Park”.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Destaque Homepage
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png