Desafio Inca: Paulo Gonçaves vence e mostra estar pronto para o Dakar

Por a 16 Setembro 2018 21:36

Apesar de não contar para o Campeonato do Mundo Fim Cross- Country Rallies, o Desafio Inca constitui uma importante prova de treino para o Dakar pois é realizado precisamente no Peru, e composto por 3 etapas, todas elas em redor de Ika e sempre em deserto. Por essa razão estiveram presentes todas as marcas oficiais  e seus respectivos pilotos. Um lista de inscritos de alto nível entre os quais poderíamos encontrar o piloto português Paulo Gonçalves piloto oficial da equipa Monster Energy Honda Team Rally, vencedor há 3 semanas atrás do Desafio Ruta 40, prova realizada na Argentina essa sim a contar para o mundial, no qual Paulo Gonçalves ocupa a 3ª posição da classificação atrás de Toby Price ( KTM) e do líder Pablo Quintanilla (Husqvarna).

À partida para o Desafio Inca, estavam presentes 5 KTM oficiais para Matthias Walkner o vencedor o ultimo Dakar, Toby Price vencedor do Dakar 2016, o inglês Sam Sunderland vencedor do Dakar 2017, o argentino Luciano Benavides e a rainha do deserto Laya Sanz .

A Husqvarna trouxe o seu chefe de fila Pablo Quintanilla e o americano Andrew Short.

A Honda apresentava Paulo Gonçalves, Kevin Benavides já recuperado das lesões sofridas no Desafio Ruta 40, o chileno Ignacio Cornejo e o americano Ricky Brabec.

Mas a Yamaha também esteve presente com os franceses Adrien Vanberven e Xavier de Soultrait e o argentino Franco Caimi .

Também a marca indiana Hero contava com o Português Joaquim Rodrigues, o espanhol Mena Oriol e o indiano Santosh Shivashankar completando um total de 17 pilotos oficiais, constituindo um “elenco” digno de Dakar.

A 1ª etapa com 169km de especial, foi ganha por Toby Price (KTM)  seguido por Adrien Vanberven (Yamaha) com + 2m01s e Ignacio Cornejo (Honda) +2m23s, compondo um podio de 3 marcas diferentes.

Paulo Gonçalves não conseguiu melhor que o 7º lugar a 4m30s do líder.

Na 2ª etapa (176km) baralhou por completo a classificação e foi ganha por Kevin Benavides (Honda) seguido por Matthias Walkner (+55s) e em 3º Paulo Gonçalves dava sinais de querer lutar pelos lugares cimeiros da prova, com +2m01s.

Na geral ficou assim alinhada:

1ºAndrew Short ( Husqvarna) 8h12m43s

2ªMatthias Walkner (KTM) + 11,2s

3ºPablo Quintanilla (Husqvarna) +14,2s

4º Paulo Gonçalves (Honda) + 21,2s

5º Ignacio Cornejo (Honda) +3m33s

A 3ª etapa com 180km de especial apresentava 4 pilotos a disputar a vitoria final da prova, separados por apenas 21s. Mas a experiência e o bom momento de forma que Paulo Gonçalves vem atravessando, possibilitou mais um excelente triunfo para o piloto português, que conseguiu dar uma pequena “tarei” aos seus rivais, deixando Toby Price a 2m02s, Sam Sunderland a 2m16s e Matthias Walkner a 3m01s.

Nas contas finais da prova, no cômputo geral das 3 etapas a classificação geral ficou assim ordenada:

1º Paulo Gonçalves (Honda) 10h08m13s

2ª Matthias Walkner (KTM) + 2m51s

3º Andrew Short ( Husqvarna) +8m25s

4º Ignacio Cornejo (Honda) +10m02s

5º Adrien Vanberven (Yamaha) +10m56s

6º Kevin Benavides (Honda) +11m04s

O português Joaquim Rodrigues da equipa oficial Hero, terminou a 1ª etapa numa excelente 13ª posição mas não pôde terminar a 2ª etapa, pelo que foi penalizado com 50 horas para poder permanecer em prova aos quais acrescentam ainda mais 20minutos na 3ª etapa, tendo terminado na 28ª posição final.

A próxima e ultima prova do Campeonato do Mundo Fim Cross- Country Rallies será o Rally de Marrocos que decorrerá de 3 a 9 de Outubro.

[soliloquy id=”294929″]

 

 

 

 

 

 

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas TT
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x