Honda lidera vendas em Portugal

Por a 18 Agosto 2016 18:29

Já são conhecidos os resultados do primeiro semestre mais o mês de julho no que diz respeito à venda de motociclos em Portugal no presente ano. Segundo dados da ACAP, Associação Automóvel de Portugal, nos primeiros sete meses o mercado cresceu em comparação com o período homólogo, tendo se vendido mais 586 motos. No total são 11509 contra 10923.

De salientar que apenas os meses de abril e julho não registaram aumentos de transacções em relação ao ano passado. Nas outras categorias, os ciclomotores e Moto 4/ATV tiveram uma descida de vendas ao passo que os triciclos cresceram, uma vez que nesta fase em 2016 não tinham existido vendas nesta categoria.

No campos das marcas a Honda surge de forma bem destacada no primeiro lugar. Após os primeiros sete meses do ano a insígnia da asa dourada lidera o mercado com 29,6,% de vendas mantendo a mesma posição registada no  período homólogo. No entanto apesar de estar na liderança, em comparação com o ano  passado existiu um decréscimo de 0,1 % de vendas, que se traduziu em menos de 179 motos vendidas até ao momento.

No segundo posto surge a Yamaha com 16,4 % de vendas. Apesar de estar longe do Honda, a marca nipónica cresceu em termos de venda, tendo vendido mais 394 motociclos em comparação com o ano transacto.  Este crescendo da Yamaha foi possível verificar ainda no último mês de julho, onde foram vendidas mais seis motos do que em 2015. Ainda acima dos 10% de vendas durante o primeiro semestre de 2017, surgem os asiáticos da Keeway que ocupam o lugar mais baixo do ‘pódio’. Porém é interessante verificar que até ao momento a Keeway vendeu mais motos do que no ano passado, mas decresceu 0,2%.

Já abaixo dos 10% temos a BMW, com o construtor da Baviera a ter 6,6% da cota de mercado. No entanto o construtor germânico  cresceu em 0,3 % de vendas resultado de terem sido vendidas mais 70 unidades.  Quarto posto para a SYM, marca que é líder na categoria dos motociclos inferiores a 50cc. Contudo nem tudo parecem ser bons sinais para a SYM neste primeiro semestre, pois em comparação com o período homólogo foram vendidas menos 281 unidades, o que se traduziu numa descida da cota de mercado de 9,1 % para 6,2%.

Em sentido inversão está a Kawasaki, que praticamente dobrou o número de vendas em comparação com o ano passado. De realçar ainda o facto da marca verde ser líder na categoria de Moto 4/ATV. Já Piaggio está na frente dos triciclos e registou um ligeiro decréscimo nas vendas.

Por último nota ainda para a prestação de duas marcas, KTM e Husqvarna, que se notabilizam no campo do off road. A KTM subiu 0,1% em relação a 2015, enquanto que a ‘prima’ Husqvarna também viu as suas vendas crescerem.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas MOTO+
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png