MotoGP, Miguel Oliveira nega ter assinado qualquer contrato e fala sobre o futuro

Por a 23 Junho 2022 13:54

Face às notícias ontem avançadas pela Sky Italia de que Miguel Oliveira já teria assinado contrato com a RNF para 2023, o português voltou hoje a garantir que não assinou contrato nenhum. De resto, o piloto voltou a assegurar os fãs de que irá continuar no MotoGP, dizendo que a própria KTM continua a ser uma hipótese, embora saliente que precise de um desafio novo.

“Para já, aquilo que posso adiantar é que não tenho nada assinado. Obviamente que as contratações são feitas em certos timings, há timing para anunciar, há timing para negociar e há timing para assinar. Para já, não vou dizer qual é a opção que está mais próxima da realidade, o que é certo é que todas essas notícias são coisas adiantadas por outros meios que estão no paddock, e, simplesmente porque nos veem a falar com as pessoas, não implica rigorosamente nada, implica que estamos a tentar abrir caminho e tentar chegar a vias de facto, só com vias de facto é que podemos assinar ou anunciar qualquer coisa. Sem contratos, não há assinaturas, é para já o que tenho a adiantar. Dizer também aos fãs que aquilo que estou à procura para a minha carreira desportiva não é uma solução a curto prazo, estou à procura de estabilidade e estou à procura sobretudo de um sítio onde me acolham pelas qualidades que me são reconhecidas. Agradecer também essa força e onda de apoio que se tem visto nas redes sociais e nas notícias e deixar assegurado que o meu futuro passa pelo MotoGP e não por outro campeonato qualquer”, disse, em declarações à Sport TV.

“Obviamente que, quando estamos a negociar, negociamos com o maior secretismo possível, que é muito pouco, e obviamente que os contactos são feitos. Inclusivamente, a proposta da KTM continua em cima da mesa, não é algo que eu tenha descartado. É de referir também que a KTM tem feito todos os esforços para me manter e querem-me muito, a minha decisão não é em base de ter sido rejeitado de alguma forma pela minha equipa, porque eles querem muito manter-me. Mas também preciso de um novo desafio, de outra coisa para a minha carreira desportiva, preciso de me voltar a divertir, preciso de voltar a ser o Miguel que toda a gente conhece”, referiu.

4.5 2 votes
Article Rating
2 Comentários
antigo
recente mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
TDNM
TDNM(@td29071659)
7 dias atrás

A Suzuki realmente explodiu com o mercado, para o lado dos pilotos. Se até esse dia estavam eles por cima, com uma grande alavanca negocial, perderam toda e qualquer hipótese de “sacar” o que quer que seja às equipas.
Acho que percebo o que o Miguel quer fazer com estas declarações, mas preferia que não o fizesse.
Devia ignorar por completo as várias postas de pescada. Enfim é só a minha forma de ver as coisas …
Continuo a achar que neste momento tem muitíssimo poucas hipóteses de continuar no MotoGP fora da KTM. Não tem dinheiro. Quem pode ignorar dinheiro são equipas de fábrica ou a tech 3. Equipas de fábrica não há, por isso…Espero estar enganado mas tendo em conta como as coisas estão, vejo-o mais próximo de continuar na KTM do que mudar de equipa.
Abraço.

JPS
JPS(@jps)
7 dias atrás

Parece-me mais que a KTM já se apercebeu do “erro crasso” que cometeu ao querer “afastar” o Miguel.
Tanto ela como o Herve Poncharal devem andar “doidos” a querer segurar o Miguel.
Posso estar enganado, mas não me parece que seja um problema de dinheiro.
O Miguel já deu provas de ser um grande piloto, de ser um piloto completo, que qualquer equipa o queira ter a pilotar uma das suas motos, mesmo as equipas de fábrica.
O facto da Suzuki sair no fim do ano veio “baralhar” por completo o mercado de pilotos.
Também sou da opinião que ele devia mudar de marca, mas ele é que sabe o que é melhor para ele.
Espero é poder continuar a acompanhar as corridas dele de motogp no próximo ano.
Com certeza que é isso que vai acontecer.
Força Miguel !

Ensaios
últimas Motosport
Motomais
2
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x