MotoGP, FP4: Oliveira brilha em piso traiçoeiro

Por a 13 Abril 2019 20:19

Uma pista suficientemente seca para atacar, mas ainda suficientemente molhada para ser traiçoeira, esperava os pilotos da MotoGP na FP4, deixando inicialmente Miller na frente, mas logo Marquez viria puxar o envelope elevando a fasquia para os 2:17 antes de ir à boxe.

Rossi atacava também com confiança, colocando-se 2º e com Viñales a seguir, podia dizer-se que as Yamaha estavam a funcionar nas condições.

Mais espetacular, Oliveira rodava em quinto com naturalidade, e logo mesmo 4º passando Dovizioso. Com a pista a secar ainda mais, o português regressa à boxe e conferencia com os seus técnicos, enquanto uma nova força na pessoa de Alex Rins vem colocar a Suzuki no comando da tabela.

Miller mantinha o segundo tempo que relegara Rossi e Viñales para 3º e 4º, Oliveira caindo para 9º na boxe. A 7 minutos do final, Marquez regressa à pista já com slicks, e todo sentem que as coisas vão evoluir rapidamente… só nos primeiros setores tira 4,5 segundos aos tempos anteriores e salta para o comando com um 2:08.971… deixando metade da grelha fora do tempo de qualificação!

Oliveira regressa ao traçado também com slicks e imediatamente se coloca em 2º à frente de Alex Rins. Marquez faz de seguida um 2:06.956, colocando mais pressão nos outros… O regresso à pista de pilotos como Dovi e Quartararo baixa Oliveira para 5º e é a vez de Zarco ser o melhor piloto KTM, mas é Crutchlow que vem para segundo, agora a 1,5 minutos do final da sessão.

À última hora, Rossi vem para terceiro, e esta pode muito bem ser das melhores sessões de Oliveira,  mesmo que à bandeira tenha baixado para 15º.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Moto GP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png