MotoGP- Carmelo Ezpeleta fala do Campeonato

Por a 28 Fevereiro 2019 14:24

Carmelo Ezpeleta, presidente da Dorna, empresa que gere o Campeonato do Mundo de MotoGP, falou há dias sobre o estado atual da MotoGP e planos para o futuro. Acompanhado do filho Carlos Ezpeleta, responsável pelas relações com os pilotos,  e do multi-campeão espanhol Jorge Lorenzo, o homem forte da Dorna começou por fazer um resumo da experiência desses anos liderando o Campeonato. “Os pilotos têm que ser o mais importante”, disse ele. “O fulcro da questão é que as corridas sejam o mais competitivas possível.”

Acerca do Qatar, o executivo-chefe da Dorna disse: “Detetámos que no último minuto, mesmo antes da hora prevista para a corrida, a humidade diminui. Assim, vamos conversar com os pilotos e não teremos nenhum problema se tivermos que mudar os horários”.

Sobre o novo campeonato elétrico MotoE, comentou: “É complementar ao que já temos, decidimos que daríamos às melhores equipes a oportunidade de participar, não queríamos criar concorrência a nós próprios”. Sobre a cobertura de TV “É evidente que quando era em canal aberto chegava a mais pessoas, mas principalmente a pessoas que não estavam muito interessadas, agora concentramo-nos principalmente na maioria dos fãs”.

Falando de Jorge Lorenzo. “O Jorge, acima de tudo, é uma ótima pessoa, passou por coisas muito difíceis na sua vida, e ultrapassou as dificuldades… para lá do desejo de vencer, que toda a gente tem, ele conseguiu mesmo vencer.”

Quanto à Repsol “São um dos patrocinadores mais importantes do Campeonato, pessoalmente para mim, quando corria mesmo antes do Mundial e já era o meu patrocinador. É uma empresa muito acarinhada, há 25 anos entraram no HRC num momento muito difícil e, naquele momento, conseguimos colocar a Repsol em contato com a Honda. A princípio, a HRC achava que era uma marca de protetor solar, mas foi um casamento frutífero, com resultados que mais ninguém teve ”.

Comentando da possibilidade de alterar os horários de Losail “Vamos olhar para o assunto em detalhe, se houver a possibilidade de fazer a corrida em melhores condições de segurança, não teremos dúvidas em alterar o que for preciso”.

Será o Campeonato do Mundo com os melhores pilotos da história este ano? “Acho que sim, se olharmos para o nível das motos, é verdade que só nas corridas é que se vai ver, mas os resultados dos treinos já demonstram que será muito competitivo.”

Acerca da rivalidade Márquez-Lorenzo “Tradicionalmente, o parceiro de equipa é o primeiro rival. Outra coisa manter o nível. Eles vão aumentar a fasquia e os outros vão ter de seguir. Claro que se deviam dar bem, mas não é necessário que sejam amigos. ambos sofreram muito para chegar onde estão e isso faz uma pessoa egoísta. Como se pode ser amigo de alguém que nos faz arriscar cada vez mais? O Doohan era dos pilotos mais difíceis quando pilotava e agora é amigo de todos. Eu acho que é normal “

Opinião sobre Angel Nieto “Teria sido bom em qualquer categoria, acho mesmo que nenhum de nós estaria aqui se o Angel não tivesse existido.”

Ainda sobre a possibilidade de colocar as Motos em Canal aberto. “O mundo evoluiu. Sentimos que fazer reportagens de algumas corridas em aberto, e reportagens de fundo, poderia ser interessante. Com a Movistar não se podia fazer, agora veio a DAZN. Eles permitem-nos ter o nível de rendimento que precisamos para organizar as provas e a cobertura será muito melhor do que temos agora. Marquez, Lorenzo ou Viñales são mais populares do que o Crivillé ou outros pilotos eram em 1999. Por mim, espero que daqui a 10 anos o motociclismo seja ainda maior do que é hoje.”

Circuitos Futuros do Mundial: “Na Indonésia, o motociclismo já é o primeiro desporto na TV. Estamos em contato com eles, o problema é que não há nenhum circuito. Sentul é impossível de levar em conta, por causa da segurança. Eles estavam preocupados em ter um circuito permanente, mas numa zona com ambiente turístico. Vão urbanizar numa zona de hotéis e veremos”.

Finalmente, como vê ele o Mundial com quatro provas em Espanha? “Com o número de solicitações de provas pelo mundo, terá de se adaptar a fórmula. Até 2021, estamos seguros. A partir daí, vamos ver, talvez fazer uma rotação. Os quatro circuitos estão seguríssimos no Calendário, até porque ninguém no paddock discute termos quatro provas em Espanha”.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Moto GP
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x