MotoGP, 2021: Já se fala de Guidotti no lugar de Brivio

Por a 8 Janeiro 2021 15:00

Ontem foi especulação nossa sobre o lugar vago de manager da Suzuki, mas parece que não somos os únicos

“Um substituto?…Talvez tenham que ser um par de pessoas, para substituir alguém como ele!”

Francesco Guidotti

Ontem, na sequência da notícia da saída de Davide Brivio da Suzuki, especulámos sobre quem poderia ser o substituto na formação e um dos nomes que surgiu, o de Francesco Guidotti da Pramac, foi puramente especulativo, a nossa opinião pessoal conhecendo bem o simpático italiano de Pesaro e o seu currículo.

Porém, uma teleconferência em vídeo nas redes sociais em que um jornalista italiano entrevista justamente Guidotti, vem dar força à nossa especulação.

Os participantes na videoconferência chegam a brincar com Guidotti e perguntam-lhe se já enviou o currículo, mas no entanto este preferiu falar da época passada, elogiando o mérito de Davide Brivio quando disse:

“Fiquei muito contente com as notícias pelo Davide, acho que merece plenamente esta oportunidade e posso imaginar a adrenalina e a vontade de começar que ele terá!”

“Estar com o Alonso também vai ajudar porque um piloto desse calibre sabe o que quer e isso pode tirar-lhe alguma pressão. Acho que oferta do lugar veio há muito pouco tempo, nos últimos 10 dias mas duvido que o David quisesse deixar a Suzuki em maus lençóis, ele próprio irá tentar encontrar um substituto…Talvez tenham que ser um par de pessoas, para substituir alguém como ele!”

Quando à possibilidade da Pramac mudar para motos Suzuki, acrescentou:

“Não é segredo que em 2017 já tínhamos falado com a Suzuki, e em relação à Pramac mudar para a Suzuki em 2022, tudo pode acontecer, mas é pouco provável, porque estamos a definir um contrato bastante importante com a Ducati!”

“Acho que a grande concorrência em 2020 teve mais a ver com a ausência de Márquez do que com problemas com o novo pneu da Michelin, exceto em casos muito raros, como o Dovizioso, não me parece que o pneu tenha tido muita influência nos resultados!”

“Foi a ausência de Márquez que deu a nove pilotos diferentes a hipótese de ganhar e a vários outros de pisar o pódio… O Marc é um fenómeno?  Não sou eu que o digo, são as folhas de resultados…”

“Ao mesmo tempo, a KTM deu um grande salto em qualidade e aproveitou muito bem a possibilidade de testar antes dos Grandes Prémios.”

“Veremos o que acontece este ano, espero que estejamos presentes em mais circuitos e que o calendário se cumpra mais de perto…”

E acabou com o seguinte comentário a Bagnaia e Miller no ambiente Ducati:

“O ambiente é muito importante, mas vem dos resultados! Numa equipa de fábrica o ambiente só é bom quando está a ganhar, para as equipas satélite é mais fácil!”

“O Ambiente na Suzuki era bom porque eles só regressaram à MotoGP há poucos anos e não tinham grande pressão para vencer o campeonato.

O ar que se respira na Honda, Yamaha e Ducati é diferente… pensar que dois pilotos que ainda não ganharam uma corrida com a Ducati podem lutar pelo campeonato, é estranho, mas eles aceitaram essa condição e agora têm que lutar por isso!”

5 1 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x