MotoGP, 2021: Petrucci aparece em cores KTM

Por a 8 Janeiro 2021 16:00

O italiano, que passou seis anos com a marca de vermelho, veste agora a camisola laranja da KTM e diz-se pronto a descobrir uma nova vida

“O Brad, Miguel e Iker têm mais experiência com esta moto, mas eu tenho mais experiência de MotoGP.”

Danilo Petrucci, recém-chegado ao fabricante laranja, espera agora reencontrar  o ambiente familiar por que ansiava desde sair da equipa Pramac (acima, com Francesco Guidotti).

A estrutura Tech3 deve preenchê-lo neste ponto e há mais interesse porque os resultados terão de vir de imediato.

Petrucci assinou apenas por um ano e, com o seu novo uniforme, recusa definir objetivos para 2021 …

Danilo Petrucci não vai ter muito tempo para se adaptar à RC16, que só vai descobrir em pouco mais de um mês durante os testes de regresso em Sepang. Apresentando-se em uniforme KTM, o novo piloto da marca austríaca e da Tech3 disse:

“Quero ser o mais rápido possível… A KTM é um excelente fabricante e a Tech3 é uma excelente equipa. Não sei se será possível, mas o meu objetivo é ser o melhor piloto da KTM. Isto seria certamente útil para a minha futura vida na KTM. Mas o Brad, Miguel e Iker obviamente têm mais experiência com esta moto. No entanto, eu tenho mais experiência na classe de MotoGP.”

E acrescentou: “Se eu conseguisse lutar entre os cinco primeiros, seria bom. Preciso mesmo disso, depois de uma época difícil em que só estive na frente uma vez. Queria estar constantemente no topo em 2020, como em 2017, 2018 e 2019. Este ano ainda quero ganhar corridas. Mas não quero estabelecer um objetivo muito rigoroso. Quero ser a melhor versão de mim mesmo.”

Petrucci tem duas vitórias em Grande Prémio, ganha em 2019 em Mugello, no seco, e Le Mans no molhado do ano passado.

Na KTM, temos também um duplo-vencedor revelado em 2020, com Miguel Oliveira, justamente a andar para a Tech3.

Brad Binder tem um sucesso com a RC16. Ao todo, a KTM vai reunir em 2021 no seu clã mais vencedores de um Grande Prémio em MotoGP do que a Ducati …

Mas o italiano também quer voltar a encontrar-se a si mesmo neste ano de 2021, e acha que fez a escolha certa para isso:

“Sinto falta do ambiente único da equipa Pramac. Mas ouvi muita gente dizer que encontraria um ótimo ambiente na Tech3. É por isso que estou ansioso por começar a colaboração com a equipa de sucesso do Hervé Poncharal.”

Recorde-se que este interesse é também partilhado pelo francês que espera encontrar em Petrux um concorrente tão bem sucedido como Miguel Oliveira que saiu para a equipa de fábrica deixando alguma nostalgia na equipa a quem deu 2 vitórias.

Devido à temporada prolongada de 2020, não houve testes de MotoGP em Novembro em Valência e Jerez.

“Petrux” tem de esperar até 19 de Fevereiro para poder andar numa KTM de  MotoGP num circuito pela primeira vez.

Segundo alguns sites, o piloto entusiasta de motocross está a preparar-se para a próxima temporada no Red Bull Athlete Performance Center, em Thalgau, perto de Salzburgo.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x