MotoGP, 2021, Assen: Gerloff substitui Morbidelli na Holanda

Por a 23 Junho 2021 14:30

Garrett Gerloff, da Yamaha GRT do Mundial de SBK Team, fará a sua estreia com a Yamaha Petronas na MotoGP este fim-de-semana no Circuito de Assen, pilotando no lugar do lesionado Franco Morbidelli

Com Morbidelli a sofrer uma lesão no joelho durante o treino na terça-feira, Gerloff foi chamado para correr na ronda holandesa, uma vez que o americano tem alguma experiência de correr na Yamaha YZR-M1, tendo anteriormente substituído Valentino Rossi na Yamaha Monster Energy nas sessões de treinos do GP Europeu em Valência, no ano passado.

O texano impressionou no Campeonato do Mundo de Superbike até agora, e encontra-se atualmente em sexto lugar na classificação, ao mesmo tempo que tem estado consistentemente entre os primeiros classificados ao longo das três rondas de abertura.

Toprak Razgatlıoğlu, da Yamaha Pata, também esteve na corrida para substituir Morbidelli em Assen, mas recusou a oportunidade para permanecer concentrado no seu principal objetivo em 2021, a coroa do Campeonato do Mundo de Superbike.

O piloto turco encontra-se atualmente em segundo lugar na classificação do campeonato e a apenas 20 pontos da primeira posição, antes da ronda seguinte em Donington Park, nos dias 2 e 4 de Julho.

Depois de ganhar dois títulos do Campeonato Mundial de MotoAmerica Supersport em 2016 e 2017, Gerloff confirmou ainda mais o seu potencial com um terceiro lugar no Campeonato MotoAmerica de Superbike de 2019. Isso fez com que o jovem de 25 anos fosse convocado para a equipa Yamaha GRT nas SBK, onde se tornou uma sensação rookie, marcando pódios em Barcelona e no Estoril.

Impressionou nas suas sessões de treino de MotoGP em Valência, ao mesmo tempo que ficava mais um ano nas SBK, desta vez com a mais recente Yamaha R1.

Gerloff já acrescentou mais um pódio ao seu total e continua a mostrar potencial para ganhar corridas em 2021.

Garrett Gerloff comentou:

“Estou entusiasmado com a oportunidade que se avizinha, não sou alguém que foge de um desafio, por isso estou pronto. Será um novo circuito para mim, gosto de experimentar novas pistas, parece divertido, rápido e fluído, o que se adapta bem ao meu estilo. Estou ansioso por voltar a saltar sobre a Yamaha M1 e rodar punho. Vamos ver como correm as coisas, mas sinto-me bem e gostaria de agradecer à Yamaha e à equipa por me considerarem. Não vai ser fácil, mas vou dar o meu melhor”.

4 2 votes
Article Rating
1 Comentário
antigo
recente mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
alessandrohansenvargas
alessandrohansenvargas
2 meses atrás

Pra mim, a Yamaha Pata SBK errou em promover o Locatelli para p lugar do Van Der Mark. Deveriam ter prestigiado o sucesso do Gerloff na GRT!
Ainda opinando, mercadologicamente, a Petronas deve colher como norte americano na M1, visto o imenso mercado consumidor yankee.
Para 2022 (sonho): Franky na Yamaha Factory (companheiro do Fábio); Gerloff na Petronas…
Não custa sonhar!

Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
1
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x