MotoGP, 2020, Teruel: Alex Márquez: “Mais perguntas sobre Marc, não!”

Por a 23 Outubro 2020 17:30

Alex Márquez não só convenceu o seu antecessor da Honda Repsol, Jorge Lorenzo, com o segundo lugar no primeiro GP de Aragón, como “fiquei surpreendido comigo mesmo”, confessou o estreante de MotoGP, que quer concentrar-se em melhorar a qualificação

No primeiro GP de Aragón, Alex Márquez montou uma recuperação furiosa a partir da quarta linha da grelha, que foi recompensada com o seu segundo pódio em MotoGP. Até o seu antecessor na Honda Repsol, Jorge Lorenzo, o felicitou nas redes sociais: “Quando vi o Alex Márquez no top 7 nas primeiras voltas, fiquei surpreendido. Mas quando vi que estava em segundo e a lutar pela vitória, não acreditei. Tudo é possível no MotoGP. Parabéns Alex, mostraste que mereces estar na Honda Repsol.”
“Eu vi e respondi-lhe em privado. Ele ficou surpreendido e, ao mesmo tempo, feliz pela equipa, também enviou uma mensagem a Ramon Auron e a Juanito Llana”, revelou o jovem Márquez.
Alex, por outro lado, recebe muitas perguntas sobre o estado de saúde e o regresso do seu irmão mais velho Marc Márquez, seis vezes campeão de MotoGP. Por isso, fez questão deixar bem claro na conferência de imprensa do Grande Prémio Liqui Moly de Teruel: “Nada mudou no que diz respeito à situação do Marc. É a mesma que era há uma semana ou duas semanas. Não vou responder a mais perguntas sobre o Marc, porque agora estou focado no meu fim de semana de corrida. Estive no pódio, não quero que me perguntem pelo Marc toda a minha vida. Quero esquecer um pouco e concentrar-me em mim.”
Tendo ficado em 2º no último domingo, poderá ganhar na próxima tentativa em Aragón? “Quando revi a corrida em casa na televisão, fiquei surpreendido comigo próprio como estava rápido”, disse o estreante de MotoGP, quase envergonhado. “Fui rápido e apanhei os da frente. Depois de oito ou nove voltas, fiquei admirado de os apanhar, porque estavam tão longe. Tivemos a oportunidade de lutar pela vitória no fim de semana passado, e no final estive muito perto. Tentei e estou em paz comigo mesmo, porque tentei e na última volta esperei por um erro do Rins, mas ele fez um bom trabalho. Não sei, talvez tenhamos a oportunidade de novo, talvez não. O meu objetivo será o mesmo do fim de semana anterior: completar os nossos treinos, ultrapassar o nosso ritmo, porque a corrida é uma consequência dos treinos. Vou tentar ser forte e melhorar um pouco a qualificação. Essa é a chave para tentar ganhar uma corrida.”
Ao contrário dos candidatos ao título, o décimo segundo no mundial não tem nada a perder: “Sim, é verdade. Mas, honestamente, o meu objetivo neste fim de semana não é ganhar a corrida”, disse. “O meu objetivo é repetir o trabalho que fizemos no fim de semana passado. Como disse, a corrida foi uma consequência dos treinos em que fizemos um trabalho muito bom. Melhorámos dia após dia e fomos rápidos em todas as condições. Soube antes da corrida que tinha um bom ritmo. Mas também sabia que a sair de 11º seria um pouco difícil. Temos de ver quanto podemos melhorar no segundo fim de semana. É sempre interessante. Acho que há alguns aspectos a melhorar.”
2 1 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x