MotoGP, 2020, Le Mans: Pressão para Quartararo “a jogar em casa”

Por a 9 Outubro 2020 08:30

A pressão sobre o líder do Campeonato será maior em solo caseiro? Mais uma batalha crucial aguarda, com vários candidatos a honras no Grande Prémio de França

Está quase na hora da ação em pista começar no lendário traçado do circuito Bugatti de Le Mans, e a antevisão do fim-de-semana que se avizinha no Grande Prémio de França foi feita na Conferência de Imprensa pré-evento.

Presentes estiveram o líder do Campeonato e herói da casa Fabio Quartararo (Yamaha Petronas SRT), o seu adversário mais próximo, Joan Mir (Suzuki Ecstar), o companheiro de equipa e finalista do pódio em Barcelona Alex Rins, o francês Johann Zarco (Ducati Esponsorama) , Francesco Bagnaia (Ducati Pramac) e o já confirmado para 2021 como piloto de MotoGP da Ducati Jorge Martin (KTM Red Bull Ajo).

Rumo ao Grande Prémio de casa, Quartararo tem uma vantagem de título para defender. O francês está apenas oito pontos acima de Mir a chegar às últimas seis corridas de uma incrível temporada de 2020, depois de a dupla ter feito 1º e 2º, respetivamente, em Barcelona, e a dupla do segundo ano de MotoGP parecem os mais prováveis candidatos à coroa por enquanto.

Falando antes do regresso a casa, Quartararo está confiante de que poderá atuar em Le Mans diante de 5.000 adeptos franceses, depois de ter mostrado um forte ritmo em 2019.

“Sim, acabou por ser um grande momento ter a minha terceira vitória em Barcelona, acho que foi a mais importante. Tivemos alguns momentos difíceis em Misano, Brno e na Áustria”, começou por dizer o piloto de 21 anos.

“Foi ótimo estar de volta a uma pista de que gosto muito. O ano passado aqui foi muito positivo, o resultado não foi assim tão bom, mas na corrida mostrámos um ritmo muito rápido, se verificarmos o tempo por volta estivemos em ritmo para o pódio. Isso é muito bom, e esperamos o mesmo este ano. Estou muito confiante, o tempo não parece assim tão mau, por isso estou feliz e confiante por estar aqui.”

Tanto Quartararo como o compatriota Zarco esperam que os 5.000 adeptos locais possam dar-lhes um impulso adicional durante o fim-de-semana e discutiram enfrentar um Grande Prémio em casa. Zarco gracejou dizendo que a pressão está em Quartararo em Le Mans.

“É o GP de França, a pressão é para o Fábio, penso eu, não para mim. Tem tudo para ser um sucesso, temos 5.000 pessoas aqui no domingo, o que é melhor do que nada e vai dar-nos alguma energia. Vamos ver o tempo, não pensar muito e tentar atuar”, disse o espirituoso piloto da Ducati, que estava com o ânimo em alta, sabendo que tem um contrato com a Pramac Racing no bolso para 2021.

“Faz-me sentir bem saber para onde vou no próximo ano e numa moto vencedora”, comentou Zarco. “Ainda tenho muitas coisas a aprender sobre a Ducati e nas últimas corridas, o trabalho foi bom, mas claramente no domingo não consegui um bom resultado. Ainda preciso de organizar as coisas, mas acredito que estou no bom caminho e graças à Ducati, todas as coisas que vou fazer esta temporada, serão úteis para a próxima temporada.”

“Também estou feliz pelo Pecco que com estas três corrida, mostrou que a equipa de fábrica é para ele. Tenho a sorte de ter arranjado uma moto nova, mas semelhante, para o próximo ano. Feliz e totalmente motivado, há um ano em Outubro essa não era a situação, sei para onde vou e isso torna o meu objetivo muito claro.”

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x