KTM anuncia grandes mudanças na estrutura de MotoGP a partir de 2020

Por a 12 Agosto 2019 14:00

Stefan Pierer, CEO da KTM AG, e Carmelo Ezpeleta, CEO da Dorna Sports, assinaram um novo contrato para a KTM permanecer como parte da grelha de MotoGP durante mais cinco anos. O contrato existente vai agora estender-se a um total de sete anos a partir da campanha atual: o terceiro da KTM como parte da série de alto nível MotoGP.

Com a promessa de continuidade na classe rainha dos Grandes Prémios confirmada, a KTM realinha a sua produção nas categorias de apoio, colocando ênfase principal no MotoGP e na Moto3.

O principal fabricante da Europa manterá a sua escada cuidadosamente construída para acesso à MotoGP a partir da nova Copa do Norte (para 2020) e através da Red Bull MotoGP Rookies Cup e as divisões subsequentes até à MotoGP, mas reformularão a sua perspetiva nas duas áreas seguintes:

Saída da Moto2 como fabricante de chassis, mas mantendo a estreita relação com a equipa de Aki Ajo como o degrau crucial para a KTM Red Bull no MotoGP.

Mais foco na Moto3 como alicerce para o talento em Grande Prémio para mostrar e desenvolver o seu potencial. Isto inclui um esforço renovado com o retorno da Husqvarna às corridas.

Adotando uma plataforma técnica da KTM, a marca já fez parte da Moto3 em 2014 e 2015 e obteve 2 pódios na sua temporada de primeiro ano graças a Danny Kent. A intenção para 2020 é desenvolver um chassis específico Husqvarna para a Moto3.

A KTM continua a fazer ganhos promissores na categoria de MotoGP, onde o esforço da procura de resultados no Top 10 prossegue sem abrandar.

A marca acredita firmemente no papel didático da Moto3. A jovem empresa iniciou a sua carreira, conquistando novos títulos em 2012 (Sandro Cortese) e 2013 (Maverick Viñales) e outro em 2016 com Brad Binder e KTM, e a KTM quer reforçar este primeiro degrau de entrada nos Grandes Prémios.

Stefan Pierer, diretor executivo da KTM AG disse: “Tomámos a decisão aqui de renovar a nossa estadia no MotoGP e nos comprometer com outros cinco anos de competição. Isto é parte de uma visão mais ampla e moderna a sete anos para subir ao topo da classe de MotoGP; o mesmo período de tempo que foi necessário para conquistar o Rally Dakar. Sabemos que estamos no caminho certo e já conseguimos bons passos nestes três anos.”

“Como parte desta perspetiva, queremos impulsionar a Moto3: é o nosso alicerce e uma base nas corridas de velocidade para nós. É onde começámos e somos uma das marcas líderes. Vemos aqui uma oportunidade de voltar com a Husqvarna em força;

É uma nova moto e uma direção especial com este projeto. Todo esse envolvimento exige uma concentração de recursos e energias e, como consequência, sairemos da Moto2 ”.

Pit Beirer, Director da KTM Motorsport: “Antes de mais nada, é fantástico continuarmos em ‘sexta velocidade’ como uma empresa em MotoGP e continuarmos a fazer tudo para alcançar os nossos objetivos. Com o nosso contacto com mais de trezentos campeonatos mundiais da FIM em tantas classes, conhecemos os ingredientes para ter sucesso nas corridas e estamos determinados a não desviar do nosso objetivo. Por isso, quero agradecer ao Sr. Pierer e ao Conselho de Gestão da KTM AG pelo voto extra de confiança e por todo o trabalho duro e fé que cada pessoa neste projeto exibiu até agora.”

“Em segundo lugar, analisámos todo o programa e sabemos que o nosso esforço tem de estar bem colocado e acreditamos que o MotoGP e a Moto3 são as principais plataformas para avançarmos. Graças ao excelente trabalho e experiência com a Aki, podemos manter um elo para a Moto2 e talvez a preparação final necessária para o salto para a MotoGP.”

“Sentimos que podemos ter esse recurso, embora reduzindo muito a nossa presença como construtores de chassis. Podemos sentir a paixão pelo MotoGP em locais como o Red Bull Ring neste fim-de-semana e isso permite-nos alimentar essa energia. Acreditamos que tempos excitantes estão chegando para nós como uma divisão de corridas e como uma empresa ”.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Moto GP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png