Análise, Misano, 2020: Todos mais rápidos em Misano

Por a 19 Setembro 2020 23:17

Os melhores tempos por volta de há uma semana atrás foram batidos hoje nas categorias de MotoGP, Moto2 e Moto3 no dia da qualificação. Na MotoE, o recorde de volta foi também batido na sexta-feira no GP de Emilia Romagna.

É seguro dizer que o ritmo em todas as quatro classes do Grande Prémio de Emilia Romagna e da Riviera de Rimini, ‘esmagou’ os tempos do passado fim-de-semana no Circuito Mundial de Misano Marco Simoncelli.

MOTOGP

Em MotoGP, Maverick Viñales foi três décimos mais rápido do que sete dias antes para conquistar a segunda pole consecutiva em Misano. No entanto, o seu registo de 1’31.077 foi batido no Q2 por Francesco Bagnaia, da Pramac Racing. O italiano fez uma ‘volta canhão’ em 1’30.973, anulada por ultrapassar os limites da pista.

De qualquer forma, os pilotos de MotoGP andaram num ritmo elevadíssimo, os seis primeiros na qualificação de hoje fizeram tempos abaixo do 1’31.411 que deu a pole a Maverick Viñales há uma semana atrás em Misano.

Francesco Bagnaia fez uma volta abaixo do tempo da pole de Viñales mas que foi anulada por desrespeitar os limites da pista
Miguel Oliveira baixou o tempo de 1’32.323 de há uma semana para 1’31.841, e ainda assim passou da 4ª para a 5ª linha da grelha, demonstrativo da evolução dos tempos no Circuito Mundial de Misano Marco Somoncelli

MOTO 2

Uma história semelhante sucedeu na classe intermédia. Luca Marini (SKY Racing Team VR46) na sua melhor volta para a pole (1’35.271) foi quase quatro décimos mais rápido do que o recorde no TL3 de Enea Bastianini (Italtrans Racing Team), com Marco Bezzecchi (SKY Racing Team VR46) também a bater o antigo recorde de volta para se qualificar em segundo.

MOTO 3

Com a moto da SKY Racing Team VR46, a estrela de Moto3 Celestino Vietti também bateu o recorde de volta de Jauma Masia (Leopard Racing) no TL2 na manhã de sábado.

MOTOE

Eric Granado, da Avintia Esponsorama Racing, garantiu que a MotoE se juntasse ao recorde de voltas. O brasileiro fez 1’42.910  na volta mais rápida de todos os tempos das Energica Ego Corsa em Misano, mais de dois décimos mais rápido que o líder da Copa do Mundo Dominique Aegerter (Dynavolt Intact GP).

AS RAZÕES DOS RECORDES

O motivo dos recordes de volta serem batidos? Bem, há uma série de fatores. O recém-ressurgido circuito de Misano está a oferecer aos pilotos de todas as classes muita aderência, e as temperaturas mais frias deste fim de semana, dá aos pilotos condições privilegiadas para irem o mais rápido possível.

Além disso, o teste de terça-feira e outro fim de semana no mesmo circuito, obviamente, permite que os pilotos se sintam o mais confortáveis possível, não sendo assim de admirar que seis pilotos de MotoGP tenham batido o antigo recorde de Viñales.

5 1 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x