Dakar 2019: Joan Barreda Bort desiste porque não conseguiu sair duma “armadilha”

Por a 9 Janeiro 2019 22:16

Joan Barreda Bort era o lider do Dakar 2019 à partida para a 3ª etapa hoje de manhã em San Juan de Marcona. Mas Dakar é o Dakar e tudo pode acontecer….quedas, avarias, e “armadilhas” das quais não se consegue sair.

Foi o que aconteceu a Joan Barreda Bort o piloto da Monster Energy Honda Team que se perfilava para vencer a prova pela primeira vez.

O nevoeiro com visibilidade reduzidíssima a 2 metros, impediu-o de se aperceber que uma forte ravina, para onde o GPS o dirigiu, o levava a uma situação sem retorno.

Quando iniciava a descida, chegaram Walkner e Brabec, que, ao vê-lo, puderam travar e evirar a ravina, tendo-se assim salvo da mesma armadilha. Barreda ao verificar que o caminho não poderia ser por ali, tentou voltar para trás mas não conseguiu subir o enorme declive. Então foi descendo mais, na esperança de encontrar uma saída mais abaixo, mas quanto mais descia, pior era a situação. Acabou por desistir por impossibilidade total de retirar a moto, pelos seus meios, do local onde se encontrava.

Acabou por ser retirado do local e trazido para o bivouac por helicóptero e ali terminaram as suas esperanças de vitória.

Final de Dakar triste e ingrato para um piloto que se apresentava numa excelente forma este ano, tendo dominado a prova nos dois primeiros dias em que sempre liderou.

Fica para 2020!

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas TT
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png