MotoGP, Grã-Bretanha, TL4: Zarco no topo e queda de Espargaró, Oliveira 4º

Por a 6 Agosto 2022 14:20

Trinta minutos para pilotos e equipas fazerem os últimos acertos nas motos e simulações de corrida preparando o dia de domingo. É para isto que serve o quarto treino livre (TL4), já que as posições para a grelha de partida são definidas nas três sessões anteriores.

Francesco Guidoti, em declarações `SportTV falou nas dificudades das KTM no ‘time-attack’, revelando-se satisfeito com o ritmo de corrida das RC16. Após 10 minutos, Aleix Espargaró caiu com violência com a Aprilia, saiu de maca, mas pouco depois viu-se o espanhol a andar pelo seu próprio pé, ainda que amparado pelos comissários de pista em direção ao Centro Médico.

Na sua 5ª volta e a rodar no segundo 59, Miguel Oliveira saltou para o topo da tabela de tempos, baixando depois um lugar quando Jack Miller estabeleceu a volta mais rápida. Erguem-se depois bandeiras amarelas no sector 3 do circuito, devido a uma queda de Takaaki Nakagami com a LCR Honda. Enquanto isso, Fabio Quartararo subia a terceiro, atrás de Jack Miller e Miguel Oliveira.

Algo notado foi as asas traseira nas duas Pramac Ducati, de Johann Zarco e Jorge Martin, um apendice aerodinâmico que é absolutamente legal, visto que o regulamento do MotoGP é omisso em relação a isso na parte traseira, apenas especificando as medidas. Um detalhe importante, sabiamente aproveitado por Gigi Dall’Igna, o principal promotor das asas traseiras nas Ducati da Pramac e Gresini.

Na entrada para os últimos 8 minutos da sessão, Miller continuava no topo da tabela de tempos, seguido por Oliveira, Quartararo e Zarco, com o ‘Top Gun’ da Aprilia a subir à quinta posição na tabela de tempos.

A 5 minutos do final Viñales estabelecia o melhor tempo, sendo prontamente batido por Johann Zarco que colocou o cronómetro em 1’59,005. Entretanto, Aleix Espargaró saia do Centro Médico e seguia à boleia de uma scooter para a sua motor-home, isto enquanto na box da Aprilia preparavam a segunda moto do espanhol para a sessão seguinte. Bons sinais portanto quanto ao estado do espanhol, apesar do susto apanhado num forte high-side que o projetou como um foguete para fora da moto.

Oliveira concluiu a sessão na 4ª posição, um lugar à frente do francês Fabio Quartararo. Incompreensível o 21º tempo de Pecco Bagnaia, certamente com alguns problemas no acerto da sua Ducati, ao contrário de Jack Miller, terceiro mais rápido, atrás de Zarco e Viñales. No final da sessão, foi confirmado que Aleix Espargaró estava apto, apesar de uma forte contusão no pé do piloto espanhol.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
This site uses User Verification plugin to reduce spam. See how your comment data is processed.
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x