MotoGP, 2021, Assen: Miguel Oliveira é o homem do momento, diz Mat Oxley

Por a 23 Junho 2021 12:30

O piloto da KTM, que marcou mais pontos que qualquer outro nas últimas três corridas, é o homem do momento, e mais um que o diz é o prestigiado jornalista britânico Mat Oxley

“Não é porque re-inventámos a roda, é puramente um caso do piloto e do seu talento!”

Paul Trevatham, Técnico-chefe Miguel Oliveira

Oxley, além dum trabalho jornalístico ao longo de 35 anos, é famoso por ter sido o único homem na história que caiu numa corrida na Ilha de Man, voltou a montar e ainda acabou no pódio… nosso amigo há mais de 30 anos, é frequente citá-lo nas minhas crónicas.

O Britânico falou com o técnico chefe do piloto português Paul Trevathan, e faz um artigo elogiando os dotes do português.

Mat começa por salientar que nas últimos três corridas, Oliveira foi o piloto que marcou mais pontos, com uma vitória em Barcelona e 2 segundos em Itália e na Alemanha.

Também não escapou ao experiente piloto/jornalista que essas três pistas são muito diferentes em carácter, colocando exigências diferentes no piloto e na máquina.

Logo à partida, para lá dos dados de Oliveira, isto quer dizer que a RC 16 também atingiu a maturidade, com o seu quadro revisto que a torna um candidato sério titulo.

Oxley faz contas de cabeça, e diz preto no branco aquilo que já sabemos, que se Miguel Oliveira continuar a pontuar acima de Fábio Quartararo nas próximas corridas, pode ser um sério rival ao título para o qual o francês é o favorito em 2021.

O próprio Oliveira desvaloriza de certo modo o papel do novo quadro, dizendo que é mais um caso de acertar todos os pontos.

“Não sei quanto é que o novo quadro nos está a dar”- disse ele no fim-de-semana passado– “mas não acredito que seja isso que faz a diferença principal, os pequenos detalhes todos contam nesta categoria e atualmente eu acredito que o piloto que entende melhor como tirar o máximo de cada detalhe é aquele que vai ser mais rápido no fim!”

“Acho que neste momento fui ao que consegui fazer isso um bocadinho melhor que os outros!”

Oxley continua perguntando o que é que torna Oliveira tão especial, e aponta entre outras coisas, a sua inteligência, foco e determinação.

Como tal até cita Marc Márquez e Valentino Rossi como exemplos anteriores.

Citando os proverbiais reflexos e capacidade de reação quer de Rossi, quer de Márquez, Oxley diz que Oliveira tem as mesmas qualidades, e voltando ao seu técnico chefe na KTM este concorda:

“Ouvimos sempre dizer que os grandes pilotos parecem ser capazes de compreender as coisas mais rápido que os outros… eu acredito que o Miguel tem isso, a coisa com o Miguel é que ele anda relativamente descontraído na moto e fica com uma capacidade adicional para pensar no que está acontecer à sua volta, com a gestão dos pneus, com a eletrónica, o que fazer e onde se colocar em pista a dado momento!”

“Ele tem essa capacidade suplementar impressionante e consegue utilizá-la para o melhor efeito!”

Trevathan continua dizendo que Miguel entende exatamente o que cada uma das suas ações na moto provoca como reação na RC 16 a cada momento da pista e utiliza isso mais eficientemente que os outros.

“O Miguel também é muito suave” – diz ainda Trevathan – “quando estava a perseguir o Márquez esta semana, estava a aproximar-se dele sem cometer erros!” “Nunca tínhamos visto uma KTM portar-se tão bem como nas últimas três corridas… ele coloca a moto onde quer e a moto contínua precisa e estável!”

“Não é porque re-inventamos a roda, é puramente um caso do piloto e do seu talento!”

O artigo lembra ainda o começo difícil da KTM em 2021, em que Oliveira só marcou nove pontos nos primeiros cinco corridas, e compara isso com os 65 que marcou nas últimas três, desde que o novo quadro e ajuste ao carburante chegaram.

Ainda Trevathan:

“Nada é fácil no Moto GP e nada vem de graça… a força do Miguel é que ele junta tudo, a sua vontade de compreender o que acontece com a eletrónica e com o chassis é o que lhe dá esta vantagem em afinar os mais pequenos pontos da moto!”

Já em 2019 com Miguel um rookie, o patrão da Tech3 Hervé Poncharal dizia a mesma coisa:

“Na garagem ele está tão calmo que nem se acredita, este gajo tem gelo nas veias!” Trevathan, que já trabalhou anteriormente com Pol Espargaró e Dani Pedrosa, acrescenta:

“Quando vemos que ele está sob pressão em pista, é exatamente como ele é na boxe: Focado, calmo e faz questão de nos fazer compreender exatamente o que quer dizer!”

“Ele diz-me tudo, se está a funcionar bem, se está a funcionar mal, e como se sente não preciso de uma grande história, só que ele transmita as suas sensações… e o Miguel é muito, muito bom, nisso!”

4.7 14 votes
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x