MotoGP, 2020, Teste Misano: Dovi e a Ducati progridem

Por a 16 Setembro 2020 15:00

A Ducati é a próxima na nossa revisão dos testes no traçado de Misano

Davide Tardozzi, team manager da Ducati, disse que Andrea Dovizioso estava a tentar mudar de cenário, e uma boa notícia para os adeptos italianos é que deu grandes passos em frente. Dovizioso ficou de fora da sessão da tarde porque fez todo o seu trabalho mais cedo, com o líder do Campeonato a ter uma sensação muito melhor do que no fim-de-semana, resultando em confiança muito maior da parte de Dovi e da Ducati rumo a este fim de semana.

Dovi passou parte da tarde a observar o colega de equipa Danilo Petrucci em pista, de quem Tardozzi disse que ainda está em dificuldades e precisa de tentar fazer algumas alterações ao seu estilo de pilotagem.

Na Ducati Pramac, Francesco Bagnaia teve um bom dia em pista antes de parar ao meio-dia, pois descansar a perna ainda é muito importante para o italiano, que está feliz por ter dois dias de folga antes de voltar à pista na sexta-feira.

Pecco estava a trabalhar num tipo diferente de cenário para melhorar o chassis, que diz ter um grande potencial, para o próximo ano, e tudo o que tentou correu bem.

O colega de equipa Jack Miller teve alguns problemas técnicos durante a tarde, antes de voltar a andar na última meia hora. O australiano disse que não encontrou muitas melhorias, ainda está a ter dificuldades no Sector 1 através das três curvas iniciais, e também está a ter dificuldades na Curva 11. Miller também tentou as pequenas mudanças de chassis da Ducati para a temporada de 2021, explicando como houve positivos e negativos com isso.

Já nas Avintia, Zarco despistou-se ao sair do Pit Lane a pouco mais de uma hora da sessão da tarde, mas o francês disse que ficou feliz com a sua última volta no final, com pneus frescos, e agora tem uma grande sensação na qualificação.

Teste Misano, Top 10 combinado

1. Maverick Viñales (Yamaha Monster Energy) – 1:31.532

2. Takaaki Nakagami (Honda LCR Idemitsu) + 0,271

3. Johann Zarco (Ducati Esponsorama) + 0,367

4. Pol Espargaró (KTM Red Bull Factory) + 0,522

5. Alex Rins (Suzuki Ecstar) + 0,582

6. Joan Mir (Suzuki Ecstar) + 0,630

7. Francesco Bagnaia (Ducati Pramac) + 0,675

8. Andrea Dovizioso (Ducati Team) + 0,758

9. Fabio Quartararo (Yamaha Petronas SRT) + 0,804

10, Brad Binder (KTM Red Bull Factory) + 0,921

0 0 vote
Article Rating
1 Comentário
antigo
recente mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
roq
roq
1 mês atrás

De Zarco, que fez o melhor das Ducati, apenas se realça o despiste. Depois que assumiram dores (ridiculas) dos encontros infelizes dele e Miguel oliveira, o Zarco já foi aqui condenado às galés. Deviam ser mais discretos na gestão de ódios e rancores.
Haja pachorra para tanto sectarismo, arbitrariedade e persecução

Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
1
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x