Moto3: As surpresas continuam com Antonelli na pole

Por a 29 Junho 2019 17:53

Olhando para os tempos de ontem e, até mesmo da sessão de treinos de hoje, não haveria muita gente a apostar em Niccolò Antonelli para estar amanhã na pole position. Dito isto, depois de todas as surpresas do dia de ontem, as sessões de hoje não desiludiram. Antonelli partiu para a FP3 com a terceira posição e terminou em oitavo, garantindo um lugar na Q2. Começou bastante tímido, desaparecendo por entre os tempos dos adversários. Muitos eram aqueles a melhorar o seu tempo, tal como acontecia com o italiano que, depois de ter ficado para trás conseguiu subir para a nona posição.

Numa altura em que sobrava tempo para apenas uma volta foram vários os pilotos a lutar pela primeira posição. Uma última volta de cortar a respiração com direito a ultrapassagem de Arbolino a Rodrigo, mesmo no último setor. Os dois pareciam estar prontos para conseguir a pole mas eis que surge o nome de Antonelli no primeiro lugar da tabela. O italiano surgiu do nada para terminar a sessão com o tempo mais rápido. Em entrevista referiu que “estava no sítio certo à hora certa”. Sem dúvida que sim pois, preferiu evitar a confusão e seguir em último no grupo que seguia Rodrigo. A estratégia recompensou e levou o italiano para a frente da grelha tal como aconteceu no GP das Américas. Antonelli conseguiu bater ainda o recorde que era de Enea Bastianini com um tempo de 1’41:232.

Na FP3 Kaito Toba manteve a boa prestação de ontem, e conseguiu transportá-la para a  qualificação. Chegou com o segundo melhor tempo e assim terminou. Marcou o ritmo logo no início da sessão e não deu hipótese aos adversários pelo facto de melhorar constantemente a sua marca. Com um tempo de 1’41:376 e sem ninguém a desafiá-lo, tudo indicava que iria sair na pole. Tal poderia ter acontecido caso Antonelli não tivesse surgido de forma inesperada, nos últimos segundos.

A fechar a primeira linha da grelha ficou Tony Arbolino. O italiano terminou o dia de ontem com o segundo melhor tempo, conseguindo melhorar na FP3 e passando para o primeiro lugar, à frente de Toba. No entanto, o piloto parecia estar algo ausente na sessão de qualificação. Chegando a uma altura em que só teria possibilidade de fazer mais uma volta até terminar o tempo, Arbolino estava em 17º. Antes de terminar, já era possível ver que o italiano tentava surpreender os adversários nesta última oportunidade de chegar aos primeiros lugares e, de facto, conseguiu. Terminou na terceira posição, o que lhe dá um lugar na fila da frente para a corrida de amanhã.

A primeira linha da grelha para a corrida de amanhã (da esquerda para a direita: Kaito Toba, Niccolò Antonelli e Tony Arbolino

Apesar de ter ficado muito longe das primeiras linhas da grelha, Can Oncü não deixou de surpreender. A certa altura, o piloto turco esteve muito próximo de garantir um lugar na Q2 mas tal acabaria por não acontecer. Deu o seu melhor na Q1, lançando-se para o topo, logo no início. A sua marca não demorou muito a ser batida mas Oncü manteve-se firme e continuou a melhorar o seu tempo. Acabaria por passar para a Q2 na companhia de Alonso Lopez, Marcos Ramirez e Lorenzo Dalla Porta. Na Q2, apesar do esforço, não foi além da 17ª posição. Um resultado, aparentemente, bom se não tivesse sido a penalização de seis posições na grelha. Um castigo que se refere aos acontecimentos da corrida anterior, em que o turco atirou três pilotos para a gravilha.

Oncü não foi o único a receber uma penalização, tendo sido acompanhado por Gabriel Rodrigo e Tom Booth-Amos. O britânico foi quem recebeu a penalização mais grave, em que teria de recuar 12 lugares na grelha, independentemente do resultado da sessão. Booth-Amos partirá da última posição.

Já Gabriel Rodrigo também não escapou a um castigo depois de ter feito cair Darryn Binder em Barcelona. No entanto, o azar do argentino não terminou por aqui. Quase caiu na sessão de qualificação mas aguentou-se e estava melhorar o tempo por volta. Encontrava-se na sexta posição quando, na última volta, começou a ter ritmo suficiente para atingir a pole position. Depois de alguns erros no último setor acabaria por terminar em décimo. Porém, não podemos esquecer a penalização de seis lugares na grelha. Rodrigo parte amanhã da 16ª posição.

Gabriel Rodrigo sai da 16ª posição depois de ter sofrido uma penalização

Desastre ainda para o próprio Darryn Binder, que ficou de fora da Q2. O piloto sul-africano  chegou ao dia de hoje no top 10 mas bastou uma estratégia errada para partir dos últimos lugares da grelha. Faltavam cerca de cinco minutos para o final da sessão e o piloto ainda não tinha saído para a pista. Quando o fez já foi tarde demais. Esperou pelo final porque acreditava que tinha ritmo suficiente para conseguir um bom tempo nos últimos minutos. O risco que tomou teve como consequência a 25ª posição para a corrida de amanhã.

O líder do campeonato, Aron Canet, sairá da nona posição, o que não deverá ser muito problemático dada a sua consistência habitual em corrida. Curiosamente, à sua frente sairá Lorenzo Dalla Porta, o seu rival direto na luta pelo campeonato.

 

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Moto GP
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x