Moto2: KTM privadas com entrada em falso

Por a 21 Março 2018 11:53

Em 2018 ao contrário do que sucedeu no ano passado, que marcou a estreia da KTM em Moto2, a marca de Mattighofen virou-se também para a competição-cliente. Assim esta época temos três KTM versão 2017 que foram cedidas à Swiss Innovative Investors e à Kiefer Racing.

Em relação à equipa helvética a expectativa era muita, pois nos derradeiros ensaios de pré-época, realizados em Jerez, Sam Lowes e Iker Lecuona deixaram o traçado andaluz nas duas primeiras posições com Lowes a ser o mais veloz.

Porém no Grande Prémio do Qatar tudo foi diferente. Os dois pilotos não foram presença habitual entre os primeiros lugares e saíram para a primeira corrida do ano da 10ª e 15ª posições, respetivamente. Na contenda tudo piorou, pois tanto Lowes, que este ano regressou ao Moto2, como Lecuona abandonaram.

O piloto britânico foi vítima de uma queda na Curva 16 da pista qatari, que aparentemente pareceu estar ligada a um problema de caixa de velocidades, ainda que a equipa não tenha confirmado tal maleita. Isto já depois de ter tido um início de corrida complicado, saiu largo na primeira volta, e vir em recuperação na classificação geral.

Já Iker Lecuona deixou o Médio Oriente com um problema de motor na sua moto. Um desfecho inesperado e amargo para uma equipa na qual estavam focados muitos olhares. Talvez o facto de Lecuona ter puxado demais pelo propulsor austríaco nos ensaios de Jerez, que já foram feitos com os motores a utilizar nas três primeiras corridas do ano, possa ter tido em Losail este resultado. Veremos qual será a resposta a este desaire já em Termas de Río Hondo, palco do GP da Argentina.

Nota ainda para Dominique Aegerter que com a KTM da Kiefer Racing viu a bandeira de xadrez apenas no 15º lugar, tendo somado um ponto.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Moto GP
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x