Moto2, 2021, Portimão: Lowes x Gardner x Fernández?

Por a 13 Abril 2021 14:30

Os três primeiros até agora em 2020 têm no currículo alguns resultados tentadores no Algarve, pelo que a Moto2 se prepara para uma interessante batalha pela supremacia

São dois de dois para Lowes (Elf Marc VDS),  até agora em 2021, mas a seguir a Moto2 segue para o Autódromo Internacional do Algarve e os CVs dos três primeiros até agora fazem uma leitura interessante.

O já referido número 22 adora o lugar e subiu ao pódio mesmo quando se lesionou em 2020, mas o homem em perseguição é Remy Gardner (KTM Red Bull Ajo) e chegará com ainda melhores memórias depois de ganhar aqui o último encontro do ano.

O impressionante estreante Raul Fernández (KTM Red Bull Ajo), entretanto, demoliu o campo ao sair pela porta grande em Moto3 no ano passado… e já subiu ao pódio em Moto2. Então, quem irá sair por cima?

Primeiro, Lowes. O britânico já conhecia Portimão das suas antigas façanhas como Campeão Mundial de SSP, e quando o paddock chegou ao recinto no ano passado para o primeiro Grande Prémio de sempre lá, o seu ritmo foi impressionante desde o início – e isto apesar de estar ainda com uma lesão.

A lutar contra a barreira da dor, Lowes subiu, no entanto, ao pódio e ficou a apenas 3 segundos do vencedor, o que é uma boa razão para acreditar que o britânico pode ser ainda mais rápido quando chegar em forma histórica e invicto até agora em 2021.

Gardner, no entanto, tem a sua própria confiança rumo à ronda Portuguesa. Primeiro, aproximou-se significativamente de Lowes na segunda corrida em Losail, e segundo, descartou a pressão de ser o candidato esperado até agora, bem como a tentação de uma última curva imprudente que poderia facilmente ter amolgado o seu total de pontos.

Terceiro, é o primeiro vencedor de Moto2 em Portimão, e quarto, foi também a sua primeira vitória em Grande Prémio… que deixa sempre boas memórias. Quinto, por boa medida, ganhou em grande estilo por uma boa margem.

Raul Fernández, (25) por sua vez, é também um recente vencedor no recinto.

“Em grande estilo, por boa margem” precisa de ser ainda mais reforçado para descrever a vitória do espanhol nas Moto3 em Portimão, no ano passado, quando se despediu da classe leve de forma imperiosa, e ao regressar em Moto2 é improvável que a sua velocidade o abandone depois de ter testemunhado a sua incrível adaptação até agora.

Ele também já tinha um gosto da montanha-russa em máquinas da classe intermédia, tal como os estreantes Ai Ogura (Idemitsu Honda Team Asia) e o atual campeão do mundo de Moto3 Albert Arenas (Solunion Aspar Team).

Ogura foi impressionante no GP de Doha e vai querer melhorar à medida pois chega ao recinto como um dos cinco primeiros classificados, e Celestino Vietti (Sky Racing Team VR46) também não estava muito longe.

Outros como Arenas e Tony Arbolino (Dynavolt Intact GP) vão estar à procura de um passo maior também à medida que o grupo de rookie se baralha, com Raul Fernández no topo até agora, Ogura e Vietti ao ataque e os restantes à procura de ganhar terreno.

Marco Bezzecchi (72, Sky Racing Team VR46) também espera voltar ao pódio depois de duas rondas sólidas a abrir o ano, uma vez que é um vencedor da corrida e candidato ao título.

Losail nunca foi o seu melhor campo de caça, logo Portimão verá uma ameaça maior do italiano… e nomes como Augusto Fernández (Elf Marc VDS Racing Team), que está a progredir, e a dupla da Petronas Sprinta, Jake Dixon e Xavi Vierge?

Ambos não estavam onde queriam estar no GP de Doha e estarão à espera de coisas muito maiores à medida que o paddock chega à Europa.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Moto GP
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x