SBK: Luta pelo 3º ao rubro antes de Portimão

Por a 16 Agosto 2019 16:00

O Campeonato Mundial de Superbike de 2019 viu o titânico duelo de Jonathan Rea (Kawasaki Racing Team) e Álvaro Bautista (Ducati Aruba) a ter lugar à frente do campeonato. Com um dramático balanço de 81 pontos a favor do piloto Irlandês, foi o maior volte-face das SBK. No entanto, a batalha pelo terceiro lugar também está em alta, com seis pilotos representando quatro fabricantes em busca da medalha de bronze.

A batalha pelo terceiro lugar acontece com a dupla de Alex Lowes e Michael van der Mark a liderar o ataque. Lowes está com 220 pontos, mas apenas cinco pontos atrás, o seu companheiro de equipa holandês vai tentar retomar o lugar depois de se ter lesionado em Misano.

No entanto, apesar de parecerem a força dominante nesta batalha contundente, os quatro pilotos atrás deles já alcançaram pódios nas duas últimas jornadas, aproveitando as oportunidades ao máximo.

Regressado ao paddock das SBK em 2019 a tempo inteiro, Leon Haslam (Kawasaki Racing Team) está também na luta pelo terceiro lugar do campeonato, o cinco-vezes vencedor nas SBK num forte 5º, com 202 pontos.

Apenas 18 atrás de Alex Lowes, o ‘Pocket Rocket’ está ansioso por conseguir uma vitória antes do final da temporada, para realmente se destacar nos três primeiros lugares do campeonato SBK. No entanto, enquanto olha para frente, Haslam também tem de ficar de olho no que vem de trás.

Toprak Razgatlioglu (Kawasaki Puccetti) tem sido nada menos do que notável na sua forma de entrar nas férias de verão, com quatro pódios nas últimas seis corridas, após liderar duas delas.

A estrela turca de 22 anos de idade também tem estado à frente das equipas independentes, de longe o mais proeminente privado nas principais posições. Toprak encontra-se em 191 pontos, apenas 29 atrás de Alex Lowes, que ocupa o terceiro lugar. Para colocar em perspetiva o quanto Razgatlioglu cresceu em estatura na campanha de SBK em 2019, ele superou a sua pontuação toda de 2018 na Corrida 2 em Donington Park.

Dando um grande salto à frente na classificação do campeonato, Chaz Davies (Ducati Aruba) tem estado em crise em 2019, com apenas alguns picos a fazer a diferença. No entanto, a Ronda GEICO dos EUA provou ser um ponto de viragem de Davies este ano, quando conseguiu uma primeira vitória gloriosa e emocionante na Corrida 2 em Laguna Seca.

Instalado com 184 pontos, o galês está 36 pontos atrás de Alex Lowes em terceiro; só em Laguna Seca, Davies ganhou 26 pontos ao homem da Yamaha.

Apenas um pouco mais atrás, Tom Sykes (BMW Motorrad) tem feito o seu trabalho e lutado pelo terceiro lugar na geral. Tomando um primeiro pódio do ano numa corrida molhada em Misano, Sykes só tem vindo a melhorar desde então.

Desde aí, o piloto de 33 anos já levou mais dois pódios – um no molhado e outro no seco – ao mesmo tempo que colocou a sua S 1000 RR na pole em Donington Park – continuando a sua forma das últimas sete temporadas. Atualmente com 170 pontos, ele está 50 atrás de Alex Lowes – embora tenha diminuído a diferença nas últimas três rondas.

E depois, atrás de todos esses pilotos, ainda há muitas melhorias a acontecer, com vencedores de corridas e ex-campeões a salientar-se à medida que a temporada avança.

Marco Melandri (Yamaha GRT) vai querer que o seu ano de despedida seja memorável, já que está em 9º na geral, enquanto o actual campeão das  SSP e companheiro de equipa de Melandri, Sandro Cortese, estará ansioso por bater o veterano companheiro de equipa.

Nunca podemos eliminar das contas Michael Ruben Rinaldi (Ducati Barni), enquanto – depois da sua excelente exibição em Laguna Seca – Jordi Torres (Pedercini Racing) pode surpreender e regressar ao top 10 no campeonato.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Mundial Superbikes
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png