SBK, 2020: 5 fabricantes contentes com teste em Barcelona

Por a 11 Julho 2020 15:30

O Campeonato do Mundo de Superbike Motul de 2020 está agora a poucas semanas de regressar aos circuitos e, depois de um teste positivo de dois dias no Circuito de Barcelona-Catalunha, as equipas e os pilotos estão ansiosos por voltar a andar. Os cinco fabricantes presentes nas SBK comentam o regresso do Campeonato

Falando depois do teste, eis algumas das principais citações com tudo, desde a formação de pilotos para 2021 até grandes passos antes do recomeço de 2020.

Confiança foi a palavra de ordem para Jonathan Rea (Kawasaki Racing Team), e o pentacampeão sente que deu grandes passos com a sua moto. Em comunicado após o teste, Rea disse: “Tem sido um teste muito bom para recuperar a minha confiança para onde deveria estar, e acho que melhorámos muito a moto em inserção em curva e especialmente nas condições quentes.”

Rea revelou ainda o seu plano para lidar com o calor espanhol: “Estou a alugar uma casa a sul daqui, na verdade, junto à costa, com a minha família, a minha bicicleta e a minha moto de cross, para desfrutar do sol e do clima. Depois voltarei uma semana antes de Jerez para relaxar, por isso espero chegar lá sem contaminação e totalmente recarregado.”

Voltando ao ritmo da sua Ducati, Chaz Davies comentou: “Ficámos presos numa rotina no final da manhã até à tarde, mas fizemos algumas pequenas descobertas esta tarde e encontrámos um pouco mais de tração e um pouco de direção, por isso fiquei contente.”

Falando sobre o seu futuro, Davies disse: “Ainda não posso dizer nada. O meu foco é fazer o melhor que posso para o resto da temporada, mas até lá, não tenho a certeza. Falei com a Aruba e a Ducati e há um sentimento comum de que gostaríamos de continuar juntos. Mas até assinar, há a possibilidade de não ser assim. Só temos de continuar a conversar nas próximas semanas e ver onde vamos parar.”

Foi um dia agitado para Toprak Razgatlioglu da Turquia (Yamaha Pata Team), que sofreu uma grande queda. Quando questionado sobre como estava, Toprak respondeu com riso: “Estou a sentir a dor! Não é mau e tenho muita sorte porque nada está partido; Foi um acidente muito grande. Quando jogo à MotoGP, esta é sempre a minha pista preferida. Agora, vou voltar para a Turquia, mas nada pára, pois vou treinar e puxar muito.”

Grande progresso foi feito por Eugene Laverty (BMW Motorrad) durante os dois dias de testes. O irlandês ficou satisfeito, dizendo: “Tivemos dois dias fantásticos aqui em Barcelona. A pista estava quente e escorregadia, mas é assim que vai ser nas primeiras corridas. Espero que possamos estar à frente em Jerez, acho que vamos estar. Neste momento, só consigo pensar em 2020, pois as minhas atuações vão afetar o que acontece no próximo ano. Tenho que fazer o melhor trabalho possível; Espero que a porta certa se abra, de preferência uma porta BMW!”

Depois de muito tempo fora da mota, Álvaro Bautista (Team HRC) mostrou que a sua Honda CBR1000RR-R é capaz de um ritmo forte, embora tenha demorado algum tempo a habituar-se no início:

Cada vez que andas nesta mota é totalmente diferente, especialmente nas primeiras voltas; Tudo estava a acontecer muito rápido e a minha mente estava adormecida! Não tínhamos nada de novo para testar aqui, só andar de moto e fazer alguns quilómetros. Concentrámo-nos no lado da electrónica, especialmente na travagem motor e na tração traseira à saida de curvas. Não demos nenhum passo, mas pelo menos pudemos obter algumas definições e mais dados.”

Garrett Gerloff (Yamaha GRT Junior Team) estava de volta às SBK pela primeira vez desde a Austrália e ficou mais do que feliz com o seu progresso, referindo que o tempo fora da pista tinha sido benéfico, dizendo:

“Foi realmente muito bom ter esses meses de folga, fui capaz de processar as coisas e organizar diferentes áreas da minha vida e vir com a cabeça limpa para a Catalunha , com uma nova perspetiva. Isso ajudou-me muito no teste, e sinto que fizemos grandes progressos com a Yamaha YZF R1.”

Uma das surpresas no top 10 após o teste foi Leandro Mercado (Motocorsa Racing), que fez um excelente teste com a sua nova equipa. Falando depois do teste num circuito completamente novo para ele, disse:

“Foi um teste muito bom. Era uma nova pista para nós, e não tínhamos dados anteriores. Do primeiro dia ao segundo dia, melhorámos muito, especialmente com a sensação com a moto. Estamos a trabalhar na direção certa. Sentimo-nos preparados, estamos motivados, por isso vamos começar em alta!”

 

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Mundial Superbikes
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x