MotoAmérica: Triumph vence a 80ª edição das 200 milhas de Daytona

Por a 14 Março 2022 14:04

Brandon Paasch venceu a edição número 80 da clássica Daytona 200, a mais importante corrida de velocidade dos Estados Unidos, aos comandos da Triumph Street Triple RS da equipa TOBC. Danny Eslick foi sexto.

A equipa TOBC – Triumph Racing Team, com o apoio da FreedomRoad Financing, levou Brandon Paasch à vitória na 80ª edição das 200 Milhas de Daytona. Após uma primeira época de competição no Campeonato Britânico de Supersport, a Triumph Street Triple RS vence assim na sua estreia em solo americano. A moto vencedora foi conduzida pelo vencedor do ano passado, Brandon Paasch, que fez uso da sua experiência no “banking” de Daytona para se impor nos momentos finais da corrida.

Paasch arrancou na quarta posição e saltou de imediato para as posições cimeiras. O motor tricilíndrico de 765cc da Street Triple foi um poderoso aliado e manteve o americano no grupo da frente ao longo das 200 milhas (320 km) e 57 voltas da corrida. Após o primeiro pit-stop para reabastecimento e troca de pneus, Paasch era quarto, ligeiramente atrás do grupo da frente. Para se colar aos primeiros, o piloto da moto #96 estabeleceu a volta mais rápida da prova, com o tempo de 1.49,959.

À saída da chicane na última volta, Paasch era quarto, mas aproveitou inteligentemente o efeito de “aspiração” das motos à sua frente para “espremer” o motor da sua Triumph, o que o levou à primeira posição, cortando a meta com a vantagem de 0,007 (sete milésimas de segundo).

Danny Eslick que arrancou em oitavo, teve um excelente arranque e liderava a prova no final da primeira volta, à frente de Paasch, formando assim uma dupla Triumph na frente do pelotão na primeira passagem sobre a meta.

Eslick manteve-se no grupo da frente até ao momento da bandeira vermelha que interrompeu a corrida. Eslick acabaria por pagar o esforço da liderança durante várias voltas, ao terminar o primeiro “stint” sem gasolina a escassas centenas de metros da sua box. O tempo perdido atirou-o para uma posição mais atrasada, mas o já quatro vezes vencedor da prova, com uma exibição notável, conseguiu recuperar até à sexta posição.

Michelle Lindsay (TOBC Racing Team):

“Depois da temporada de 2018 não tinha a certeza que poderíamos regressar às vitórias. Vencer a Daytona 200 na nossa primeira corrida com a Triumph é muto mais do que poderia pedir. Tenho muito orgulho no Brandon e no Danny, pelo seu desempenho hoje, e estou muito agradecida à Triumph Motorcycles e à FreedomRoad Financial por nos ajudarem a regressar à grelha de partida, à Boulder Mootorsports por nos ajudar a construir uma moto ganhadora. Também estou muito orgulhosa por ter um grupo de gente fantástica a trabalhar na equipa. A sua dedicação e ética no trabalho para levarem a 765 à vitória não tem paralelo. Esta vitória é a do trabalho de equipa e não teríamos conseguido montar esta estrutura se não fosse o apoio dos nossos sponsors Politus & Matovina P.A. Attorneys, Palm Beach Police and Fire Foundation, Jay Geeker Studios, Pirelli e K-Tech.”

Brandon Paasch (vencedor da Daytona 200 em 2021 e 2022):

“Conseguimos! É surreal vencer duas vezes esta corrida, mas tenho de afirmar que a corrida aconteceu exactamente como eu esperava. Depois da vitória do ano passado, sabia que esta estratégia era vencedora, e depois de uma época inteira aos comandos da Street Triple RS, tinha confiança absoluta na moto e na preparação do TOBC Racing Team, para a executar.”

Danny Eslick (4 vezes vencedor da Daytona 200)

“Hoje foi duro. Um par de coisas que não correram a meu favor afastaram-me do pódio. Obrigado à Triumph, à FreedomRoad Financial e à TOBC Racing, todos os elementos certos para vencer estavam aqui, a moto e a equipa, têm os ingredientes certos para o sucesso. Tenho só de esperar mais um ano para conseguir a minha quinta vitória.”

0 0 votes
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x