Endurance, 2021, 6H de Most: Suzuki celebra novo título mundial

Por a 12 Outubro 2021 21:41

A Suzuki conquistou o título no Campeonato do Mundo de Endurance (EWC) na ronda final de Most, na República Checa. A equipa Yoshimura SERT Motul, com suporte da fábrica, fez uma corrida sem falhas e calculada.

A temporada de 2021 confirmou a superioridade da marca Suzuki no EWC. Com duas vitórias esclarecedoras nas 24 Horas de Le Mans e no Bol d’Or, a equipa oficial de fábrica começou a quarta ronda, e o final da temporada, com uma vantagem confortável na classificação do campeonato. Porém, a equipa formada por Gregg Black, Xavier Siméon e Sylvain Guintoli, ainda precisava garantir um bom resultado para conquistar o título nas 6 Horas de Most.

A equipa teve uma largada forte quando o calculista e rápido Black fez o holeshot saindo da terceira posição da grelha de partida. Sem correr riscos desnecessários, mas mantendo uma forte pressão sobre os adversários da equipa no campeonato, o piloto franco-inglês terminou o seu turno deixando a Suzuki na terceira posição antes de passar a moto a Siméon.

O trabalho excelente e tranquilo continuou com os companheiros de Black, Siméon e Guintoli, fazendo passagens consistentemente rápidas. Com o passar das horas, alguns incidentes de corrida alteraram a ordem da tabela de classificação para os adversários mais próximos da equipa, mas a Yoshimura SERT Motul não cometeu erros.

Os três pilotos estabeleceram-se numa forte e confortável terceira posição e mantiveram um ritmo constante, até ser mostrada a bandeira quadriculada, para assim conseguirem o terceiro degrau do pódio. Com esse resultado a equipa alcançou o título 2021 FIM EWC com um total de 175,5 pontos, cerca de 42,5 pontos à frente da segunda classificada, a equipa BMW Motorrad.

A Suzuki já ganhou um total de 20 títulos mundiais de endurance; 16 deles com a Suzuki Endurance Racing Team (SERT) e agora o título de 2021 com a nova equipa Yoshimura SERT Motul. Para a equipa franco-japonesa Yoshimura SERT Motul, é uma vitória crucial no seu ano de estreia no EWC.

A Suzuki dominou o evento pois, na categoria Superstock a vitória foi para a GSX-R1000R # 44 da No Limits Motor Team pilotada por Luca Scassa, Alexis Masbou e Kevin Calia. A formação italiana terminou em segundo lugar na Taça do Mundo FIM.

Xavier Siméon:

“Tive um pequeno susto durante a corrida com uma mancha de óleo. Mas sabia que cair era i proibido nesta corrida e tive a sorte de salvar a moto em circunstâncias extremas. Tivemos menos pressão do que no Bol d’Or onde tivemos de recuperar os pontos perdidos no Estoril. Em Most, pudemos fazer uma corrida cuidadosa que nos permitiu conquistar este título que recompensa todo o trabalho da equipa. ”

Gregg Black:

“A SERT é uma das melhores equipas em corridas de resistência há muito tempo. A associação com a Yoshimura valeu a pena porque temos uma moto incrível. A equipa fez muito trabalho assim como a Yoshimura e é um prazer rodar com esta moto. A equipa também tem mostrado muitas vezes uma boa estratégia de corrida e isso é importante porque nem sempre é a mais rápida na pista a que ganha o campeonato. Estou muito feliz por ter trabalhado com a Yoshimura e os meus dois novos companheiros de equipa. ”

Sylvain Guintoli:

“Esta temporada foi um sonho porque tudo correu conforme o planeado. O mais incrível para mim foi ganhar as 24 Heures Motos e o Bol d’Or – dois eventos que queria ganhar um dia. É por isso que tive a ideia de ingressar na Yoshimura SERT Motul. Este título é fantástico porque recompensa todo o trabalho realizado por todos. Chegamos aqui com o campeonato em mente mas também com vontade de subir ao pódio, por isso o objetivo está cumprido! ”

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Endurance
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x