TT: Novos vencedores no Pinhal

Por a 25 Março 2019 10:15

A Baja TT do Pinhal entrou para a história do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno com a vitória de Daniel Jordão. Esta foi a primeira vez que o piloto da Figueira da Foz venceu a classificação absoluta de uma prova pontuável para a competição maior da modalidade em Portugal. O regressado Roberto Borrego foi o vencedor na categoria quad.

Com três dias de corrida, Salvador Vargas foi o primeiro a estar em destaque ao vencer o prólogo com uma décima de vantagem sobre Domingos Santos (AJP) e assumiu-se como primeiro líder da Baja TT do Pinhal. Contudo, uma queda no primeiro sector selectivo fê-lo descer várias posições e Daniel Jordão, que tinha sido quarto no prólogo, acabou o dia na frente da classificação geral depois de ser o mais rápido no primeiro sector selectivo.

A partir daí, mais ninguém o incomodou. Bernardo Megre bem tentou com a vitória no SS2, mas teve de se contentar com o segundo posto final, a 2m41s do vencedor. Salvador Vargas concluiu a sua prestação na prova organizada pela Escuderia Castelo Branco no terceiro lugar.

A vitória de Daniel Jordão foi bem mais difícil e sofrida do que inicialmente previsto. O piloto não evitou um acidente durante o último sector selectivo e foi a muito custo que conseguiu, não só, chegar ao fim, como na primeira posição da classificação absoluta.

“O dia estava a correr muito bem, apesar do piso estar bastante deteriorado. Tinha muita pedra solta devido à passagem dos carros. O percurso era muito técnico. Parecia mais enduro do que um raide. Sensivelmente ao quilómetro 100, numa subida, bati em alguma coisa, penso que numa pedra. Sofri uma queda forte, dobrei o guiador e fiz algumas escoriações no braço. Mas consegui voltar à moto e terminar, embora com muitas dores”, explicou o ex-campeão nacional TT1 (2005) e vencedor da Baja TT do Pinhal 2019 em motos que conseguiu a pontuação máxima para o Nacional e para a Taça FIM de Bajas.

Por classes, Daniel Jordão foi o melhor em TT2, enquanto Megre venceu em TT1. Apesar do último lugar do pódio absoluto, Salvador Vargas foi o mais forte em TT3.

Borrego regressa às vitórias no Pinhal Interior

Roberto Borrego voltou a mostrar porque é que um dos principais nomes da competição em moto4 no TT em Portugal. O piloto de Ponte de Sôr voltou à competição a fazer o que tão bem sabe… ganhar.

Começou por ser o mais rápido no prólogo, voltou a ficar no topo da tabela no primeiro sector selectivo com uma vantagem superior a dois minutos e meio sobre o campeão em título, Arnaldo Martins. Com a desistência do seu principal adversário, Borrego viu a sua vida mais facilitada. Em SS2 limitou-se a gerir, embora tenha gasto mais tempo porque andou “quatro ou cinco quilómetros perdido” explicou. Luís Engeitado foi o mais rápido. Ganhou 37 segundos mas, mesmo assim, ficou a quase cinco minutos de distância de Borrego.

‘A seguir à primeira ZA vi os meus adversários mais perto e procurei atacar mais. Depois, o resto da prova foi a atacar e a gerir ao mesmo tempo.’ contou Roberto Borrego depois de terminar o sector e ter garantido mais um triunfo na sua carreira.

Na terceira posição ficou um piloto proveniente da Europa Central que está a correr na Taça FIM de Bajas. Juraj Varga chegou depois de Borrego e Engeitado e beneficiou dos problemas que afectaram pilotos como Arnaldo Martins e Filipe Martins para segurar o derradeiro lugar do pódio.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas TT
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png