Dakar: Os estranhos casos de Danilo Petrucci e Jean-Michel Bayle

Por a 6 Janeiro 2022 22:00

Danilo Petrucci venceu esta quinta-feira uma etapa do Dakar na sua estreia no Todo-o-Terreno depois de uma carreira no MotoGP. O seu caso faz lembrar Jean-Michel Bayle

Nos anos 90, o francês fez a transição inversa. à do italiano, no caso foi do Motocross e Supercross para o campeonato mundo de velocidade, hoje conhecido como MotoGP.

O caso de Bayle foi ainda mais “radical” que o de Petrucci. O seu talento era de tal forma sobrenatural que, em apenas quatro anos, JMB conquistou tudo o que queria conquistar na sua carreira:

Campeão do mundo de Motocross 125cc em 1988, campeão do mundo de Motocross 250cc em 1989 até que em 1991 foi campeão norte-americano de Supercross 250cc, campeão norte-americano de Motocross 250cc e campeão norte-americano de Motocross 500cc!

O mundo ficou surpreendido quando Bayle anunciou no início de 1992 que aquele seria o seu último ano a competir em MX e SX… porque queria iniciar uma carreira na velocidade!

Entre 1992 e 2002, Jean-Michel competiu nas classes 250cc (atual Moto2) e 500cc (atual MotoGP) em equipas como a Aprilia, Yamaha e Modenas, conseguindo seis Top 5 na sua carreira e uma pole position.

Rob Gray (Polarity Photo)


Aos 31 anos, depois de dez pódios e duas vitórias no MotoGP, Danilo Petrucci participa este ano no seu primeiro Dakar. E pode dizer-se que o italiano aprende a 300 km por hora!

Mas não foi fácil chegar à linha de partida do maior Rally Raid do mundo. Depois de aterrar na Arábia Saudita, o natural de Terno testou positivo à COVID-19 e foi imediatamente isolado. Felizmente, na véspera da prova começar, o transalpino deu negativo no contra-teste e foi autorizado a alinhar no Dakar!

Depois, logo na segunda etapa, o piloto da KTM teve problemas mecânicos e foi obrigado a abandonar… mas as regras permitem que se volte à prova (apesar de fora da classificação) e “Petrux” não desperdiçou a oportunidade!

Logo na etapa 4, Danilo anunciou ao que vinha… cortou a meta na 3.ª posição mas recebeu uma penalização de 10 minutos no bivouac… por excesso de velocidade!

Mas, no dia seguinte, Petrucci vingou-se! Terminou em 2.º da etapa atrás de Toby Price mas, desta vez, foi o australiano o penalizado e a vitória seria atribuída ao transalpino!

É verdade! Menos de dois meses depois da sua última carreira no MotoGP, o jovem de 31 anos precisou apenas de cinco etapas para conquistar a sua primeira vitória no Dakar!

Um verdadeiro fenómeno parece estar a crescer, 30 anos depois de Jean-Michel Bayle… cá estaremos para ver a história a ser reescrita!

0 0 votes
Article Rating
3 Comentários
antigo
recente mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
trackback
4 meses atrás

3surgeon

trackback
4 meses atrás

gay dating professional bodybuilders https://speedgaydate.com/

trackback
3 meses atrás

better off ed slots https://freeonlneslotmachine.com/

Ensaios
últimas Motosport
Motomais
3
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x