Martim Ventura, Baja Montes Alentejanos: “Sinto que posso lutar pelo título”

Por a 22 Fevereiro 2022 20:00

Martim Ventura, tricampeão nacional TT1, foi mais rápido nos dois dias da Baja TT Montes Alentejanos, com uma vantagem em pista de 1m30s, mas terminou a prova alentejana, jornada inaugural do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno, na segunda posição absoluta, após lhe ser aplicada uma penalização de 2m30s, triunfando, todavia, entre os juniores. 

A disputar o CNTT aos comandos de uma Yamaha WR 450, Martim Ventura teve um excelente desempenho na prova alentejana não escondendo no final o ‘sabor agridoce’ do resultado. 

Fui o mais rápido em pista, mas uma penalização que sofri enquanto disputava o primeiro setor seletivo não me permitiu chegar ao triunfo. Ainda vou tentar perceber junto da organização o porquê desta penalização porque ainda não conseguir compreender. Mas olhando para os pontos positivos posso dizer que o ritmo esteve lá. Lutar por uma corrida com o António Maio que é um ídolo de infância para mim, foi um prazer enorme. Sinto que posso lutar pelo título, mas sei que será difícil. Será com certeza um ano de muita aprendizagem.”, salientava Martim Ventura no final da corrida. E acrescentava: 

“A pista era muito rápida. No primeiro dia não apanhei nenhum susto. No domingo depois da passagem dos SSV e dos Auto já havia muitas pedras soltas e já foi mais perigoso, mas diverti-me muito. Foi a primeira corrida em que consegui ter alguma noção do que é conduzir com o pneu gasto. Nunca tinha feito nenhuma prova de 450 em piso seco. Agora que fiz, percebi que o pneu desgasta imenso”.

O Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno prossegue a 26 e 27 de março com o Raid TT de Góis.

0 0 votes
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x