Laia Sanz: “O Dakar deste ano foi bastante Light”

Por a 28 Janeiro 2016 11:15

O Dakar de 2016 continua a dar que falar, agora foi a espanhola Laia Sanz, 15ª da classificação geral da grande maratona sul-americana, vir dizer em entrevista ao jornal AS, que a prova deste ano foi muito light. “Em cada edição tínhamos cinco etapas muito duras, em algumas dessas etapas só pedíamos para que acabasse, por favor. Este ano, isso não se passou, nem sequer no dia em que estive com febre. A pior etapa foi a de Uyuni, a mais longa. E as que eram duras, na segunda semana, foram encurtadas. Estou consciente que a saída do Peru acabou pro complicar a vida à organização, contudo, a verdade é que este não foi um dos melhores Dakar. Foi mesmo o menos divertido”, afirmou Sanz.

Para a piloto da KTM o trabalho da organização foi bastante difícil, “reforço que estou consciente que o trabalho da ASO foi bastante complicado para montar este Dakar, contudo queixo-me do traçado escolhido e do encurtar de algumas etapas e do tipo de penalizações que aplicaram aquando das neutralizações. Essas mudanças de critério à última da hora de dar um tempo a uns pilotos e a outros nada acontecia, não fez muito sentido”.

Com seis presenças no Dakar a piloto espanhola não esconde que a prova deste ano foi diferente de todas as outras em que participou. “ Este foi um Dakar atípico, pelas suas etapas e pela maneira como foram geridas. Se olharmos para a classificação, temos entre os dez primeiros quatro ‘rookies’. Isso não é normal no Dakar, não acontece. Terminar um entre os dez primeiros sim, mas quatro é coisa que não acontece”.

Tendo terminado o Dakar na 15ª posição da geral Laia Sanz deixou claro que foi positivo “foi bom, mas a verdade é que me dá mais motivação para que no próximo ano faça ainda melhor”.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Dakar
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x