Baja Portalegre: Elias levou a Triumph Tiger 1200 Rally Pro até ao final

Por a 31 Outubro 2022 15:52

Filipe Elias (Touratech/Garmin Racing Team) levou a Triumph Tiger 1200 Rally Pro até à linha de meta da 36ª edição da Baja Portalegre. Desafio aceite, objectivo cumprido!

Nesta terceira participação na maior clássica do todo-o-terreno nacional aos comandos de uma moto Triumph, o ‘aventureiro’ voltou a concluir a prova, apesar de um SS3 bastante difícil devido à presença constante, e ameaçadora, dos SSV e das condições climatéricas.

A moto era única concorrente na classe MTT5 (+210kg), mas era, também, com os seus 150 cv, a mais potente em prova. Depois de um SS1 (Prólogo) e de um SS2 sem problemas de maior, impondo um ritmo cauteloso de forma a conhecer melhor o comportamento da moto neste terreno, a confiança subiu para a derradeira especial de 350 km.

Com o objectivo traçado de concluir a prova, as peripécias foram várias, sem quedas a lamentar (apenas um ‘desiquilíbrio’ devido a um toque dado por um SSV quando Elias já estava fora do trilho, e outro dentro de uma ribeira de forte corrente…), mas a Tiger 1200 Rally Pro mostrou toda a sua fibra e resistência indo até ao final sem o mínimo sinal de problemas.

“É impressionante o que esta moto consegue fazer. A potência que tem e, sobretudo, o seu enorme binário faz com que se ultrapassem todos os obstáculos sem preocupações. O peso podia ser um problema, sobre tudo se tivesse caído, mas ao mesmo tempo era um aliado, para obter tracção em locais já bastante destruídos pela passagem dos automóveis e dos SSV.

Por outro lado, a qualidade de construção da moto é de grande nível. Mesmo depois de ter estado completamente submersa na ribeira, foi dar ao starter e arrancar… Eu diria que, para além do motor fantástico que tem, o seu grande trunfo é a excelente distribuição de pesos, que a torna uma moto muito fácil de conduzir. Fiquei impressionado.” Disse Filipe Elias que terminou a prova em 8 horas e 44 minutos.

A Triumph Tiger 1200 Rally Pro que Filipe Elias levou a Portalegre estava inteiramente de série (incluindo catalizador, ponteira…) apenas se reforçaram as protecções de carenagem, carter, motor, punhos e braço oscilante.

0 0 votes
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x