MotoGP:Rossi radiante com pódio Nº 233

Por a 1 Abril 2019 14:55

Valentino Rossi quebrou o mais longo jejum de pódios com o Yamaha em grande estilo, ao conquistar o segundo lugar da última volta da corrida de MotoGP da Argentina.

Para dar ainda mais significado à ocasião, o domingo marcou o 23º aniversário da sua primeira corrida no Mundial, o GP da Malásia de 125cc em 1996, que ele terminou na sexta posição.

Eu vi as imagens esta manhã e foi muito engraçado porque é como uma outra era, em preto e branco na televisão!” Sorriu o italiano de 40 anos de idade. Refletindo sobre a sua carreira de recordista, Rossi disse que esta se poderia dividir em duas partes: a primeira em que venceu com relativa facilidade e a segunda em que ele preferiu continuar a lutar em vez de se afastar diante de adversários “mais jovens e mais fortes”.

“Na primeira parte da minha carreira eu ganhei muitas corridas, muitos campeonatos, mas chega-se a um ponto em que é mais difícil porque chegam oponentes mais jovens e mais fortes”, disse ele.

Rossi já pisou o pódio 233 vezes desde essa estreia no Campeonato Mundial em Shah Alam, mas o domingo foi especial por mais do que apenas a data de aniversário.

“Estou muito feliz porque desde Sachsenring no ano passado, portanto, há muito, muito tempo, que não ía ao pódio”, disse o Doctor, ausente do pódio há dez corridas.

“Também nas duas últimas corridas do ano passado, na Malásia e em Valência, fui forte, podia ter conseguido chegar ao pódio, mas cometi dois pequenos erros e sinceramente o campeonato terminou com um mau gosto na boca.” 

“Este resultado chega num momento importante para mim, para a minha equipa e para a Yamaha. Foi um bom fim-de-semana a partir de sexta-feira, trabalhámos bem no cenário da moto, nos pneus e pilotei bem na FP1. Estava em boa forma. “

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Moto GP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png