MotoGP, 2020: Sortes diversas para os irmãos Espargaró

Por a 12 Junho 2020 14:30

Os dois irmãos encontram-se em pista com frequência, mas ao serviço de marcas diferentes

Aleix Espargaró vai continuar a ser piloto de MotoGP da Aprilia por mais duas temporadas, depois de ter assinado um novo contrato que o vai manter com o fabricante italiano para as temporadas de MotoGP de 2021 e 2022.

O espanhol deu recentemente a entender que concordou com novos termos que garantem a sua permanência na equipa a que se juntou pela primeira vez em 2017.

A contratação de Espargaró vem antes do recomeço da muito adiada temporada de 2020 e, assim, antes da nova Aprilia RS-GP ter provado o seu mérito competitivo em corrida. No entanto, a nova máquina recebeu elogios de Espargaró durante os testes de pré-temporada, dizendo que com ela é capaz de desafiar para o pódio.

“Estou feliz com esta confirmação. O aspeto humano é extremamente importante para mim, e em quatro temporadas, a Aprilia tornou-se a minha segunda família, por isso, este contrato, que é certamente o mais importante da minha carreira, demonstra que estou no centro deste projeto.”

“A nível técnico, o crescimento dos últimos meses convenceu-me, com a chegada de muitos reforços e a estreia da RS-GP de 2020, que se provou tão bem nos testes.”

Bradley Smith impressionou em Misano

Isto também parece confirmado pela presença de Bradley Smith em testes recentes em Misano, onde apesar de chuva copiosa o piloto de testes – e quase de certeza substituo de Andrea Iannone esta época – completou há 2 dias 72 voltas a ritmo referencial.

Entretanto, o outro irmão Pol está cada vez dado como mais certo como substituindo Alex Márquez na segunda Honda da Repsol, o que, parecendo uma decisão estranha, visto que o irmão de Marc Márquez ainda não teve tempo de demostrar o seu valor na classe rainha, mas pelo menos tem o mérito de mostrar que não foi a pressão do 8 vezes Campeão a obter favores ao irmão, se este pode ser despedido mesmo antes de fazer uma única corrida…

Quer Puig quer o Manager de Alex Emílio Alzamora permanecem calados, mas o tradicional desprezo do Manager da Honda Repsol pelos media é bem conhecido, a ponto de Puig ter sido alcunhado pelas jornalistas espanhóis “El Malcriado”!

Por outro lado, o afastamento de Alex seria minimizado pelo permanencia numa equipa Honda, pois Alex rumaria quase de certeza à LCR, on de se sabe que Crutchlow desistiu da ideia de se retirar e se tem estado a propor a outras equipas, à KTM, por exemplo, onde a sua experiência com um V4 seria bem-vinda, e Nakagami também não está confirmado para 2021…

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas MotoGP
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x