MotoGP: Suzuki quer equipa satélite em 2018 e já tem candidato

Por a 21 Dezembro 2016 12:01

A Suzuki esta a trabalhar para ter uma equipa satélite no Mundial de MotoGP já na temporada de 2018. A decisão está a ser ponderada no seio na equipa de Hamamatsu que já tentou cativar a LCR, para esse projecto. Contudo a equipa de Lucio Cecchinello optou por continuar com a Honda.

Contudo a combinação perfeita para a Suzuki passa por uma parceria com a Pramac Ducati, que em 2018 vai terminar a relação que tem com a marca Borgo Panigale e possivelmente passar a utilizar as motos de marca de Hamamatsu.

A equipa liderada por Francesco Guidotti vai terminar os contratos com os atuais pilotos Scott Redding e Danilo Petrucci no final da próxima temporada e tudo aponta para que a equipa venha a sofrera alterações profundas para a temporada de 2018.

Davide Brivio, chefe da equipa Suzuki já afirmou que “um dos nossos objetivos é ter mais motos em pista, contudo não é fácil para a Suzuki essa situação porque nunca tivemos essa experiência de contar com equipas satélites. Atualmente todos os nossos recursos estão destinados única e exclusivamente +ara a equipa de fabrica de MotoGP, e é muito difícil organizar e ter mais motos em pista”.

Para que essa situação seja uma realidade, Brivio não esconde que:“Necessitamos ter mais gente, mais pessoas e para isso temos que nos organizar. Esperamos trabalhar durante 2017 para que seja possível ter alguma coisa em 2018, esse é um dos nossos objetivos, mas por agora não sei dizer quando vamos estar disponíveis para alcançar esse objetivo”.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Moto GP
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x