MotoGP, Opinião: O eclipse de Hafizh Syahrin

Por a 16 Abril 2019 18:39

No início de 2018, e já quase com os motores a darem gás, o ‘dinossauro’ Hervé Poncharal sacou da cartola Hafizh Syahrin para ocupar o lugar do adoentado Jonas Folger. Piloto de top 10 em Moto2, apesar de nunca ter vencido, Syahrin surpreendeu tudo e todos pela sua rápida adaptação à classe maior, tendo mesmo estado na luta pelo título de melhor estreante com Franco Morbidelli até ao cair do pano do campeonato.

Para 2019 manteve-se na estrutura da Tech 3, mas agora com uma KTM RC16 em mãos ao contrário da Yamaha M1 com qual fez o tirocínio na mesa dos grandes. Contudo os sinais emanados, em 2019, por este simpático malaio estão longe de ser os melhores. Desde o arranque da aventura laranja que temos visto Hafizh Syahrin a passar as passas do Algarve. Sempre na cauda do pelotão e mais grave do que isso, está regularmente longe do ritmo dos pilotos que seguem imediatamente à sua frente.

O facto de ‘Pescao’ estar fora dela – ainda não pontuou em 2019 – confirma de forma inequívoca que a Yamaha M1, apesar de ter muitos defeitos em relação às rivais directas, é uma moto perfeita para quem fez as estreia entre os maiores. Basta ver os recentes resultados de Fabio Quartararo e Franco Morbidelli, onde são presença assídua no top 10. Entrando na esfera KTM, Syahrin parece ter mudado de planeta, situação que está a começar a fazer, aos poucos, chegar a mostarda ao nariz de Poncharal.

Yamaha e KTM são realidades completamente diferentes, seja lá porque motivos, e Hafizh não é caso único. Olhe-se também para o que anda a fazer Johann Zarco, colega de equipa o ano passado de Syahrin na Tech 3. Com a RC16 debaixo das unhas o gaulês tem sido uma tremenda desilusão e no futuro próximo parece que o quadro não vai ter melhorias.  Aos comandos da M1, Zarco despontou desde o início da aventura MotoGP ao conquistar pódios e poles.

Estes dois pilotos ficam ainda mais embaraçados quando do outro lado da garagem está Miguel Oliveira, que apesar de ter sido ‘concebido’ no seio KTM, é estreante em MotoGP e já apresenta um ritmo que nem deixa Hafizh Syahrin ‘comer’ o fumo dos escapes da sua ‘montada’ e faz muita sombra a Johann Zarco, o super reforço da KTM para lutar pelas vitórias em MotoGP.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Moto GP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png