MotoGP: ‘Grid Girls’ é para manter

Por a 31 Janeiro 2018 17:43

Hoje foi notícia o facto das conhecidas meninas da grelha de partida terem sido proibidas nos Grandes Prémios de Fórmula 1 já a partir de 2018.

De acordo com a Liberty Media, a empresa que gera os destinos da F1, o pretexto para tal decisão é o facto da colocação das famosas meninas nas grelhas de partida já não se enquadrar nos valores da marca e ir contra as atuais normas sociais.

Uma decisão que fará certamente correr muita tinta, mas que por exemplo não se irá estender ao Mundial de MotoGP. Segundo a publicação espanhola ‘Marca’, a Dorna, entidade promotora do Mundial, e a Federação Internacional de Motociclismo não têm esses planos apesar de no passado recente a mesma questão já ter levantado os seus problemas.

“Não contemplamos esse cenário porque para a Dorna tratam-se de trabalhadoras normais no ‘paddock’. Fazem parte da caravana do Mundial e estamos a falar de elementos  que são contratados pelas equipas para acções promocionais  e não pela Dorna. Não vemos que seja uma falta de respeito para com algo. Para nós é indiferente se são homens ao mulheres. Não interferimos com nada”, garantiu à ‘Marca’ Ignacio Sagnier, que é o diretor de comunicação da Dorna.

0 0 vote
Article Rating
1 Comentário
antigo
recente mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
joao
joao
2 anos atrás

Estava a ver que seguiam a decisão da F1 em ‘banir’ as Grid Girls do padock
Mulheres bonitas sempre estiveram intimamente ligadas a desporto motorizado – fazem parte

Ensaios
últimas Moto GP
últimas Motosport
Motomais
1
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x