MotoGP, Ducati e Aprilia fazem história em Silverstone

Por a 12 Agosto 2022 11:30

Francesco Bagnaia, Maverick Viñales, Jack Miller, Enea Bastianini e Jorge Martín. Foi este o top-5 do Grande Prémio da Grã-Bretanha. E trata-se de um top-5 histórico, porque é a primeira vez desde 1968 que os construtores italianos monopolizaram as cinco primeiras posições.

Em 1968, Giacomo Agostini ganhou o GP das Nações no circuito de Monza. Desde aí, nunca mais o top-5 tinha tido exclusividade de pilotos de construtores italianos. Em Silverstone, Miguel Oliveira (KTM) foi o primeiro piloto não-Ducati ou Aprilia a cruzar a meta, seguido de Álex Rins (Suzuki).

Nos Países Baixos, esse registo já tinha ficado perto de ser quebrado, com o top-4 a incluir Francesco Bagnaia, Marco Bezzecchi, Maverick Viñales e Aleix Espargaró. O top-4 não era monopolizado por italianos desde 1972.

O sucesso coincide com a impressionante série de 18 pódios consecutivos da Ducati, que começou em Silverstone em 2021. E os italianos também estão a dominar o campeonato de construtores, com a Yamaha a ser a única marca japonesa dentro do top-7 do campeonato, muito devido às proezas de Fabio Quartararo.

0 0 votes
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x