MotoGP: Balanço da primeira parte da temporada

Por a 4 Agosto 2016 10:18

O Campeonato do Mundo de MotoGP só vai regressar a 11 de agosto para o arranque da segunda metade da temporada que terá lugar na Áustria e por isso a hora é para balanço das primeira nove provas da época.

Antes de iniciar a temporada 2016 tudo apontava para Marc Marquez (Repsol Honda Team) bem como o seu companheiro de equipa, Dani Pedrosa, viessem a viver algumas dificuldades. Até porque a equipa japonesa mostrou algumas dificuldades na pré-temporada com as novidades impostas pelo regulamento para 2016, nomeadamente com a eletrónica e com os novos pneus o que deixava antever que Márquez poderia sofrer mais um ano complicado.

No entanto na segunda prova da temporada, na Argentina, o espanhol triunfou e repetiu o feito na ronda seguinte em Austin nos Estados Unidos. Marc Márquez teve depois de esperar até à nona ronda para voltar a vencer e concluir a primeira metade da época na liderança do campeonato. É que em nove corridas, Márquez só por uma vez não esteve no pódio, aconteceu no Grande Prémio de França, já que uma corrida obrigou ao abandono do piloto da Honda.

A introdução de uma eletrónica comum acabou por ser uma dado positivo para os pilotos privados, como é o caso de Eugene Laverty (Pull & Bear Aspar Ducati Team) que conquistou pontos em todas as corridas realizadas. Laverty soma já 53 pontos esta temporada e o seu melhor desempenho foi um quarto lugar na Argentina.

Tal como Laverty, também Hector Barbera (Avintia Racing). Barberá é o melhor piloto Ducati no Mundial, na frente de Andrea Iannone e Andrea Dovisiozo (Ducati), com a moto de fábrica.

Entre os que realizaram uma primeira parte de temporada a perder pontos face a 2015, está sem duvida Valentino Rossi (Yamaha), já que o ano passado por esta altura era ele quem comandava o campeonato.

O décimo título parecia mais perto do que nunca nessa altura. Já este ano, o italiano abandonou por três vezes, venceu por duas e consegui dois segundos lugares, mas contas feitas, perdeu 68 pontos face à temporada 2015. Rossi tem pela frente uma missão complicada e de muito trabalho para conseguir chegar ao seu 10º título mundial este ano.

Andrea Iannone (Ducati Team) começou o ano de forma desastrosa. Não evitou quedas no Qatar, Argentina, França e Barcelona. Para além disso em algumas quedas acabou por levar consigo outros pilotos. Ou seja Iannone tem 55 pontos a menos quando olhamos para o seu desempenho de 2015 nesta fase da temporada.

Bradley Smith (Monster Yamaha Tech 3) não se adaptou às novidades desta temporada e por isso perdeu o título de melhor piloto privado que alcançou em 2015. Assim após nove rondas do campeonato, Smith tem 52 pontos menos que aqueles que alcançou na primeira parte da temporada do ano passado e está na 16ª posição campeonato.

A segunda fase do Mundial de MotoGP, promete assim grande animação pela luta pelo título e as hostilidades vão regressar já com o GP da Áustria, a ter lugar em Red Bull Ring a 14 de agosto.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Destaque Homepage
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x