MotoGP, 2021: Beirer compara Oliveira e Binder

Por a 9 Janeiro 2021 15:30

O diretor de competição da KTM, Pit Beirer, suspeita que os pilotos de fábrica Miguel Oliveira e Brad Binder estarão bastante equilibrados em 2021

“O Miguel já é um piloto muito completo depois das vitórias em MotoGP, mas o Brad certamente dará um passo gigante.” Pit Beirer

A KTM Red Bull Factory Team vai contar com um “Dream Team” em 2021, com Miguel Oliveira e Brad Binder, ambos pilotos vencedores em 2020.

Para mais, com Danilo Petrucci e Iker Lecuona na KTM Tech3, o construtor austríaco tem três vencedores de 2020 na formação de MotoGP.

Só a Yamaha consegue acompanhar este número, com Morbidelli, Quartararo e Viñales, que venceram sete vezes na passada temporada.

Stefan Pierer, CEO da KTM, tem ideias claras sobre a temporada de MotoGP de 2021.

Em 2020, atingimos o nosso objetivo pelo quarto ano na classe rainha, que foram pódios e vitórias. O nosso novo objetivo para o próximo ano é lutar pelo título Mundial e ganhá-lo se possível.”

O descendente do fundador da marca e entusiasta das corridas, Hubert Trunkenpolz, concorda com o CEO do grupo.

“Concordo com o Stefan Pierer, a dada altura o título é o objetivo. Em que momento isto vai acontecer, não é possível prever neste negócio, como vimos claramente em 2020 com as muitas surpresas. Estamos definitivamente numa posição muito boa com os nossos três melhores pilotos Oliveira, Binder e Petrucci.”

Pit Beirer, diretor de desporto motorizado da KTM, conhece as pretensões dos chefes da KTM.

Não quer fazer previsões muito ousadas, mas confia nos pilotos da fábrica para melhorar o quinto lugar no Campeonato do Mundo de Pilotos de Pol Espargaró. Considera 2020 uma “grande temporada” e cita um top 3 do ranking do Mundial de Pilotos como o objetivo para 2021.

Em que vencedor confia Beirer para assumir o papel de capitão de equipa no futuro, após a saída do líder da equipa Pol Espargaró?

“A história mostrou que o Brad está sempre exatamente um ano atrás do Miguel nos seus sucessos. Mas ele reenergiza sempre muito rapidamente. Foi o que aconteceu em Moto3 e Moto2, e no MotoGP o Miguel teve um ano de vantagem. Já estava mais sólido no início da temporada de 2020, tinha uma base mais ampla. Com Brad, houve explosões de performance, mas também houve corridas impetuosas, que acabaram com quedas. No entanto, será certamente muito mais estável no segundo ano. Estou a esforçar-me para prever exatamente qual o nível que vão ter na próxima temporada.

“O Miguel já é um piloto muito completo depois das duas vitórias no MotoGP. Mas o Brad certamente dará um passo gigante. É por isso que vejo os dois muito próximos em termos de desempenho.”

Apesar de três pole positions, três vitórias e cinco terceiros lugares por Pol Espargaró, os adeptos da equipa laranja esperam ainda mais.

Os críticos, que gostavam de falar de um grupo de abóboras suspeitos e incompetentes, calaram-se.

“Os nossos queridos amigos da boca da abóbora viram que colhemos a abóbora a tempo em Portimão no Outono”, gracejou Beirer a propósito.

“Posso prometer a todos: semeámos de novo com cuidado e haverá outra boa colheita em 2021.”

A KTM 2021 pode mesmo lutar pelo Campeonato do Mundo de MotoGP?

Beirer permanece cauteloso. “Eu ainda não me atrevo a dizer que sim. Penso que ainda é necessário um passo pelo meio. Ainda temos de sair com resultados consistentes entre os três primeiros para podermos falar sobre o título a algum momento. Quero dar esse passo primeiro. Então podemos apontar ao título. Estou a tentar continuar a melhorar em todas as áreas. Desde o início do zero foi constantemente a melhorar. Os 150 colaboradores envolvidos neste projeto estão a ficar melhores a cada dia que passa. Os pilotos ainda são jovens, por isso vão melhorar. Portanto, não há nenhuma razão lógica para que os resultados de 2021 não devam ir um pouco mais para a frente. Mas antes de falarmos do título, há outros pilotos à nossa frente que são os favoritos à entrada na temporada.”

5 2 votes
Article Rating
4 Comentários
antigo
recente mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
alessandrohansenvargas
alessandrohansenvargas
3 meses atrás

Magistral o discurso do Beirer, sempre equilibrado, realista e seguro nas projeções.
Só não entendo uma coisa: Por que raios a KTM “dormiu no ponto” e perdeu o Jorge Martin? Essa Tech3 do Petrucci era “na medida” pro jovem prodígio da AJO….agora foi-se de bandeja pra Ducati…

alessandrohansenvargas
alessandrohansenvargas
3 meses atrás

Ademais, Miguel não deve “se encolher” por ter uma época a menos que o Binder na Factory team. Ele sempre foi o “Capitão da Esquadra KTM”, mostrou isso reiteradas vezes no Moto2.
Aliás, outra coisa difícil de concordar foi não terem promovido o Miguel diretamente, passando o Binder na sua frente. Erro crasso! a época 2020 mostrou isso!
E como já disse acima, pra mim, o Jorge Martin foi o segundo erro inexplicável, pelo menos de forma convincente…

Zed
Zed
Reply to  alessandrohansenvargas
3 meses atrás
  1. Claro que o Miguel não se vai encolher. Ele não estava na fábrica, mas em contra partida, já estava no motoGP…
  2. Ele não foi promovido primeiro porque rejeitou o convite, isso é amplamente conhecido e ele foi confrontado publicamente com isso mesmo após se ter. manifestado, salvo erro pelo próprio Pit.
  3. O Martin negociou com a Ducati às escondidas da KTM, e já tinha acordo com eles quando a KTM se preparava para lhe oferecer um contrato. Isso também é público e foi mesmo dito, pela KTM, que ele dificilmente voltaria a correr pela KTM no futuro, devido a essa atitude.
Zed
Zed
3 meses atrás

O mais importante de tudo, no próximo ano, é o Miguel saber conviver e conseguir ter boas performances com a pressão extra de estar na fábrica. A KTM quer resultados, não quer desculpas. Eles basicamente estão a colocar o Miguel na linha da frente porque acreditam nele, porque acham que já está pronto, mas posto isto… exigem resultados, consistência, e algo compatível com a subida linear, ano após ano, de resultados, da KTM. Espera-se outro passo em frente e está. nas mãos do Miguel e do Brad fazer acontecer.
Não me parece que a KTM esteja disposta a dar muitas oportunidades se os resultados não forem os esperados, mas ao mesmo tempo sei que o Miguel tem capacidade para entregar o que for preciso… a pressão não tem sido problema para ele e o talento, o trabalho, espírito de sacrifício e profissionalismo estão lá… Vamos Falcão!!

Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
4
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x