MotoGP, 2020, Europa: Alex Marquez: “Não é justo, eles (Yamaha) fizeram batota”

Por a 7 Novembro 2020 10:47

O piloto da Honda contesta a decisão dos Stewards no ‘caso do motor’ que envolve a Yamaha: ‘É uma sanção ridícula’, disse.

A longa lista de pilotos que, ao contrário das equipas, está a “protestar” contra a decisão tomada contra a Yamaha no caso do motor continua.

Se o painel de comissários considerou penalizar a Casa de Iwata tirando pontos da classificação nos campeonatos de equipas e construtores, para alguns pilotos como Andrea Dovizioso e Joan Mir a penalidade também deveria ter afetado os pilotos.

Alex Marquez também foi adicionado à lista de “descontentes” que, como o seu irmão Marc, foi claro ao expressar dúvidas a decisão tomada: “A penalidade infligida na Yamaha é uma piada – disse o piloto da Honda – porque é uma sanção ridícula, e em dois anos ninguém vai se lembrar de quem ganhou o título de construtores. É justamente por isso que a Yamaha não se importa com a sanção, já que o importante é o título dos pilotos. Resta saber se as mudanças feitas nos motores também trouxeram benefícios em outras corridas. As regras não foram seguidas, elas trapacearam e a sanção não parece nada correta”.

As declarações de Marquez Junior também continuam em relação aos pilotos da Yamaha envolvidos: “Na minha opinião, dizer que eles não sabiam o estavam a usar é apenas uma desculpa. Na Honda, por exemplo, é tudo muito claro e sempre sabemos qual motor estamos a usar dos cinco que temos disponíveis.”

A questão, no entanto, surge espontaneamente, porque a Honda concordou com a decisão tomada pelo Painel de Stewards. “Não é uma questão para a Honda”, concluiu, confirmando que deve ir e apelar contra a decisão. “A Honda não concorda com a decisão, mas a respeita porque não estamos a lutar pelo campeonato”.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x