MotoGP, 2020, Aragón: Iannone: “Teria andado bem esta época com as melhorias da Aprilia”

Por a 14 Outubro 2020 14:00

Andrea Iannone está em vésperas de saber o veredito do seu caso de doping. Irá o Tribunal Internacional confirmar a suspensão da FIM?

O julgamento do caso Andreia Iannone pelo Tribunal Internacional da WADA, a Agência Anti-doping, é ouvido amanhã.

O piloto disputa os quatro anos de suspensão impostos pela FIM, mas está calmo com esperança de um veredicto positivo.

“Estou em vésperas da maior e mais importante decisão da minha vida, nunca esperava passar por uma situação assim, mas os momentos difíceis tornaram-me mais maduro e, mesmo agora, a sofrer, sinto que aprendi com isto.”

A vida é imprevisível, às vezes os amigos queixam-se de coisas triviais e digo-lhes que apreciem o que têm!”

“A minha vida mudou imenso, praticamente estou a andar de moto desde que nasci, mas agora forçaram-me a parar, não desejo isso a ninguém!”
“Acho que ninguém pode perceber aquilo porque eu passei se não estiveram lá. O meu objetivo foi sempre ultrapassar este caso de uma forma positiva a Aprilia tem estado meu lado, e à minha espera.”

“Espero ser mais forte do que nunca, recusei propostas de outros lados, o meu sonho é continuar a correr com a Aprilia, porque acho que ainda tenho muito a dizer…”

“Começámos um projeto interessante com a Aprilia há um ano e ainda me sinto parte disso, tinha uma relação especial com o Massimo Rivola, é a primeira vez que tenho uma pessoa ao meu lado a apoiar-me tanto, não só do ponto de vista profissional, mas também humano.”

“A Aprilia nunca me abandonou. Ainda sinto que sou um piloto, no dia a seguir à sentença, vou saber que direção tenho que tomar, mas nunca parei de treinar ando de bicicleta, vou ao ginásio, faço tudo menos andar de mota, como se tivesse que correr para a semana… “

“Estou em melhor forma do que nunca e mais ciente das minhas capacidades.” Recebi propostas de uma data de gente mas disse que não a todos… Não piloto desde o ano passado na corrida de Valência, desde aí que não posso andar de moto em nenhum circuito, tiraram-me a coisa mais importante da minha vida!”

“ Tenho seguido o campeonato e sempre pensei que me daria bem esta época, vi que a RS-GP de 2020 começou bem e isso enche-me de orgulho, mas parece que o potencial da moto é maior do que vimos até agora…”

“Também acho que à priori beneficiaria do meu trabalho, porque eu sou diferente, consigo estimular as pessoas à minha volta e desafia-las…”

“Espero poder voltar em breve!”

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x