Moto3, 2020, Valencia – Corrida: Vitória perfeita de Arbolino

Por a 15 Novembro 2020 10:50

A decisão do título do campeonato de Moto3 fica reservada para Portimão. Culpa de Tony Arbolino, Sérgio Garcia e Raul Fernandez, que na corrida de hoje em Valencia ocuparam as três primeiras posições do pódio. Albert Arenas foi o quarto classificado e mantem-se como líder do mundial de Moto3, agora com oito pontos de vantagem sobre Ai Ogura.

Num dia de sol escondido e 21 graus de temperatura ambiente, estavam reunidas todas as condições para uma excelente corrida nas categoria de Moto3. A primeira linha era preenchida por Darryn Binder, o autor da pole-position ontem, Kaito Toba e Raul Fernandez. Na segunda linha, ocupando a sexta posição estava Albert Arenas, líder do campeonato do mundo, apenas com 3 pontos de vantagem sobre Ai Ogura, o japonês que nas últimas corridas tem materializado excelentes resultados e que partia apenas um lugar atrás de Arenas. Reuniam-se pois as condições ideais para uma grande corrida, com o espanhol do Team Aspar a poder se tornar campeão, caso vencesse e Ogura ficasse fora da zona de pontos. Matematicamente, Vietti, Arbolino e Masia, ainda estavam na luta pelo título, mas distantes das possibilidades de Arenas e Ogura.

Binder foi o mais rápido no arranque, Arenas chegou a Curva 1 na quarta posição e Ogura partiu mal, sendo nono na primeira volta. Os japoneses Suzuka e Toba caem, Binder desce para quarto. Raul Fernandez vem em primeiro já com 1.5s de vantagem sobre o grupo perseguidor liderado por Tony Arbolino que vai conseguir isolar-se na segunda posição. A corrida está ao rubro com Arenas a ser atacado pela concorrencia, mas a defender com todas as armas o seu quarto lugar, porque o espanhol sabe que tem que se manter entre os primeiros – pensando no título.

Na volta 4 Arenas consegue subir a terceiro, mas na sua sombra Sérgio Garcia estabelece a volta mais rápida e rouba o lugar a Arenas. É o tudo por tudo de Arenas, e também de Ogura, que sobe ao oitavo lugar e precisa de chegar ao grupo da frente. O piloto da Husqvarna Alonso Lopez e Gabriel Rodrigo, que fazia uma corrida de recuperação colidem e caiem na volta 5,

Raul Fernandez segue como um líder tranquilo com quase dois segundos de vantagem sobre o grupo perseguidor onde se centra o interesse da corrida, porque é ai que se luta pelo campeonato do mundo. Arbolino lidera esse grupo, na frente de Garcia, Arenas e Denis Oncu. Masia, Andrea Migno e Ogura vem mais. atrás com o japonês a conseguir superar ambos e subir a sétimo.

Mais à frente, Arenas no quarto lugar começa a perder terreno para Arbolino e Garcia, que muito rápidos começam a aproximar-se do líder Raul Fernandez. Darryn Binder está em sexto, cerca de 5s à frente do trio formado por Migno, Masia e de Ogura que desce a nono. A cinco volta do final Raul Fernadez já deixou de estar sozinho, Tony Arbolino e Sérgio Garcia estão na luta pela vitória, enquanto Albert Arenas parece contentar-se com a defesa da quarta posição – insuficiente porém para chegar ao título no circuito Ricardo Tormo.

Mantendo sempre um ritmo firme e veloz Tony Arbolino passa a lider a duas voltas do final e distancia-se, Garcia consegue passar Fernandez chegando ao segundo lugar. Vitória esclarecedora de Arbolino com 1,142 segundos de vantagem sobre Sergio Garcia. Mais atrás Oncu e Binder pressionam Arenas que consegue manter a quarta posição até à bandeira de xadrês, posição que lhe permite ficar nas contas do campeonato com oito pontos de vantagem sobre Ogura. Portanto, tudo se decidirá em Portimão, no que respeita ao título de Moto3.

CLASSIFICAÇÃO CORRIDA MOTO3

114T. ARBOLINO38:17.462
211S. GARCIA+1.142
325R. FERNANDEZ+1.297
475A. ARENAS+2.825
540D. BINDER+2.999
653D. ÖNCÜ+3.208
716A. MIGNO+9.836
879A. OGURA+9.852
95J. MASIA+9.864
1052J. ALCOBA+12.80

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Moto GP
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x