Moto2: Para Marquez, não há duas sem três

Por a 16 Junho 2019 22:57

No início da corrida uma coisa era certa: para segurar o campeonato, Baldassari teria de se manter na frente. Tal não aconteceu, pois viria a cair ainda na primeira metade da corrida.

Ao arranque foram Lüthi e Fernandez que se chegaram à frente. Quem também arrancou muito bem foram os rookies, Enea Bastianini e Fabio DiGiannantonio. Logo na primeira volta subiram ao quinto e quarto lugares, respetivamente.

Já Sam Lowes, que partiu do terceiro lugar da grelha de partida foi sendo ultrapassado e perdendo vários lugares. Viria a terminar a corrida no nono lugar. uma prestação que ficou um pouco aquém do esperado visto que o britânico saiu bem posicionado e parecia ter

À quarta volta, Lüthi e Fernandez iam já com alguma vantagem. O espanhol não desistia  e acabou por conseguir passar o suíço.  Lüthi acabaria por recuperar mas, entretanto, Marquez, a fazer os melhores tempos por volta, rapidamente se juntou à festa.

À oitava volta foi a vez de Marquez aproveitar um erro de Fernandez para fazer a ultrapassagem crucial que  o levaria até Lüthi. DiGiannantonio acabaria por se aproximar de Fernandez, conseguindo mesmo ultrapassá-lo. No entanto, viria a cair pouco depois .  O espanhol estava, visivelmente, com problemas e começou a baixar o rendimento.

Na frente, Lüthi ainda se tentou afastar mas, pouco depois, Marquez, já o estava a pressionar. Com o suíço já em dificuldades, o espanhol aproveitou o momento e fez a ultrapassagem. Nesta segunda metade da corrida, Marquez estava mais forte, ao passo que Lüthi  parecia estar prestes a baixar os braços. Acabou por fazer a ultrapassagem no tempo certo e tomar a liderança.

Lá mais atrás era Jorge Navarro que garantia o terceiro lugar depois de ultrapassar Fernandez que tinha já ficado para trás.

Com o espanhol a afastar-se e 20 pontos em jogo, o suíço decidiu colocar-se em “modo campeonato” e não correr mais riscos desnecessários que lhe pudessem custar o segundo posto na geral.

A partir daí, foi uma batalha de um só homem. O espanhol acabaria por vencer em casa depois de uma performance irrepreensível que lhe garantiu a liderança do campeonato. Já Lüthi, segurou o segundo lugar na corrida e na geral, ficando a sete pontos de Marquez. A fechar o pódio, Navarro, que se aguentou no terceiro posto, sozinho, até ao final da corrida.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Moto GP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png