WSBK 2022, Scott Redding: “A paciência compensa, mas já não tenho nenhuma”

Por a 5 Julho 2022 10:00

Os responsáveis ​​da BMW, já assumiram que querem dar um passo em frente na próxima corrida de SBK em Donington Park, num ano que tem sido especialmente infeliz para a marca alemã, com Michael Van der Mark a fracturar o fémur direito em Assen e Scott Redding a ter como melhor resultado da presente temporada um 5º lugar na prova holandesa.

2022 tem sido um ano pouco doce para a BMW, ficando muito cedo sem um dos seus pilotos de ponta na chegada ao Estoril e fechando o primeiro terço do campeonato com Scott Redding posicionado em décimo no campeonato, com o britânico a reclamar como melhor resultado um quinto lugar no Circuit TT Assen. Resultados no conjunto das quatro provas já realizadas, muito abaixos das aspirações iniciais do fabricante.

Apesar disso, Shaun Muir, chefe da equipa BMW Motorrad, assegura que o atual défice da M1000 RR será drasticamente reduzido na próxima prova de Donington. “Temos mais material em andamento. O nosso pessoal de desenvolvimento não fica parado e reagem às nossas necessidades”, assegurou recentemente. Por outro lado, o diretor da BMW Motosport Marc Bongers confirma a “existência de problemas” e aponta as correções a fazer: “As nossa partidas têm que ser melhores… Com a eletrónica e a suspensão traseira já demos alguns passos em frente com novas peças”.

Quanto a Scott Redding, que em 2020 e 2021 conquistou o segundo e terceiro lugar no Mundial de SBK com a Ducati, fez numa recente entrevista à publicação alemã Speedweek uma análise às diferenças que encontrou na BMW por comparação com a Ducati. “Na equipa de Shaun Muir tudo é menor e mais reduzido. Na Ducati há muito mais pessoas por trás e existe uma estrutura muito maior“, começou por dizer o piloto britânico que tem um total de 12 vitórias no campeonato do mundo de SBK.

“A BMW tem os recursos, mas o departamento de corridas é bem pequeno. Isso é bom para serem capazes de reagir rapidamente. Mas às vezes é preciso mais pessoas para construir um projeto maior. Tudo é possível, mas quanto tempo vai demorar? Não sei quantos passos foram dados nos últimos quatro anos e o que posso esperar para os próximos anos. A paciência compensa, mas infelizmente já não tenho nenhuma”, desabafou Redding.

“A BMW tem um plano, mas também considero que tem mais pessoas nos bastidores capazes de ajudar ao projeto. É bom ser o melhor piloto da BMW mas não estou nas Superbike para isso mas para vencer. Se eu não posso fazer isso, o problema é meu e tenho que lidar com isso. Em última análise, temos que trabalhar juntos como um grupo e melhorar o nosso potencial.” Conclui o britânico de 29 anos que foi contratado para a presente época pela marca alemã, depois de dois anos mais proveitosos na Ducati,

A próxima prova do campeonato do mundo de Superbike (WSBK) está agendada  para o fim-de-semana de 15 a 17 de Julho, no histórico circuito britânico de Donington Park.

0 0 votes
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x