Supersport, Aragon: Baldassarri e Aegerter vencem

Por a 12 Abril 2022 15:23

As Yamaha R6 dominaram claramente a ronda de abertura do WSSP no Motorland de Aragon, batendo claramente as supersport da próxima geração.

O passado fim de semana marcou o regresso do Campeonato do Mundo de Superbike. No Motorland Aragon, para além de se testemunhar o regresso bem sucedido de Álvaro Bautista à equipa Ducati, muitos olhares também se focaram no mundial de Supersport.

De fato, esta temporada de 2022 é uma transição para a categoria intermédia com a abertura a novos modelos e com cilindradas maiores, que se tornarão a norma a partir de 2023. A Yamaha R6 e a Kawasaki ZX-6R serão capazes de acompanhar o ritmo da Ducati Panigale V2 e MV Agusta F3 800?

Superpole

Embora menos potentes, as supersport da geração anterior mantêm a sua vantagem na pista por enquanto e isso foi confirmado na sessão da Superpole, onde Lorenzo Baldassarri venceu claramente com a sua R6 à frente de Dominique Aegerter e da ZX-6R do Can Oncu. A primeira supersport da “próxima geração” foi a Ducati Panigale, quarta colocada de Nicolo Bulega.

Corrida 1

Essa tendência também foi encontrada na pista durante a primeira corrida, onde Baldassarri e Aegerter rodaram juntos durante todo o evento. Na última volta, Baldassarri fez uma defesa incrível na última curva para garantir a vitória. Öncü terminou no terceiro degrau do pódio depois de andar sozinho entre os líderes e o grupo perseguidor. Van Straalen colocou a sua Yamaha R6 na 4ª posição, depois houve três moto da “próxima geração” com a Ducati de Bulega, a F3 800 de Tuuli e a Triumph Street Triple 765 RS de Manzi. Andy Verdoia terminou em 15º na R6 de GMT94 enquanto o seu companheiro de equipe Jules Cluzel ficou em 19º lugar.

Corrida 2

Para a segunda corrida, Baldassarri e Aegerter retomaram o duelo, mas desta vez a vantagem foi para o suíço que conseguiu vencer por três centésimos de vantagem sobre o italiano. Muito mais longe, Bulega venceu o seu duelo contra Van Straalen e foi o primeiro piloto a colocar uma moto de “próxima geração” no pódio da Supersport. Cluzel compensou bem, ficando em sexto lugar, enquanto Verdoia ficou às portas dos pontos na 16ª posição.

Campeonato do Mundo de Supersport

1º Dominique Aegerter – Yamaha YZF-R6 – 45 pontos

2º Lorenzo Baldassari – Yamaha YZF-R6 – 45 pontos

3º Nicolo Bulega – Ducati Panigale V2 – 27 pontos

4º Glen Van Straalen – Yamaha YZF-R6 – 26 pontos

5º Niki Tuuli – MV Agusta F3 800 RR – 21 pontos

6º Stefano Manzi – Triumph Street Triple 765 RS – 17 pontos

7º Can Öncü – Kawasaki ZX-6R – 16 pontos

8º Federico Caricasulo – Ducati Panigale V2 – 12 pontos

9º Adrian Huertas – Kawasaki ZX-6R – 12 pontos

10º Hannes Soomer – Triumph Street Triple 765 RS – 11 pontos

11º Jules Cluzel – Yamaha YZF-R6 – 10 pontos

0 0 votes
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x