SBK: Ducati limitada para Assen

Por a 10 Abril 2019 23:51

A organização das SBK acaba de anunciar que, com efeito imediato, ou seja já a partir da ronda desta semana em Assen, as Ducati V4 terão um limite de rotações 250 rpm mais baixo. Foi exatamente o que previramos no nosso artigo precedente. Pela mesma razão a Honda vai ter um limite 500 rpm mais alto.

Estas medidas vêm na sequência da análise de prestações dos vários fabricantes ao fim de três provas, com previsto no regulamento SBK. Em vista do domínio exercido por Álvaro Bautista na Panigale V4, com vitórias em todas as corridas até agora em 2019, a media não é totalmente inesperada. A ser aplicada, a limitação estende-se a todas as motos na grelha de um mesmo fabricante.

A Yamaha, BMW e Honda, consideradas menos competitivas, têm ainda a possibilidade de efetuar uma atualização à especificação dos seus motores, privilégio negado à Ducati e Kawasaki.

Os limites passam a ser portanto como segue: BMW: 14.950 rpm, e 14.900 para o modelo de 2019. Ducati, 12.400 para a V2 e 16.100 para a Panigale V4. Honda, 15.050 rpm, Kawasaki, 14.100 para as motos de 2018 e 14.600 para as de 2019. A MV Agusta fica nas 14.950, e a Yamaha nas 14.700.

A organização forneceu também limites para as Aprilia e Suzuki, marcas que não estão presentes no Campeonato neste momento, e confirmou que o algoritmo que produziu estes números se baseia nas corridas completas (não as de sprint) disputadas até agora este ano.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Newsletter
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png