SBK, história: A Kawasaki nas SBK

Por a 5 Julho 2020 16:00

Máquinas de corrida clássicas, revestidas em cores icónicas; A proeminência da Kawasaki na Mundial de Superbike não chegou facilmente, mas levou a uma das maiores histórias de sucesso do Campeonato.

Uma força dominante no Mundial de Superbike ultimamente, a Kawasaki tem estado com o Campeonato fornecendo memórias quase desde o início. O construtor japonês conquistou seis campeonatos de pilotos, cinco títulos de fabricantes e venceu mais de 100 corridas; aqui damos uma olhadela aos modelos icónicos que já correram no Campeonato.

Chandler na clássica “Stinger” de 1990

A primeira vitória da Kawasaki em SBK veio de Adrien Morillas no Hungaroring na primeira temporada de SBK, em 1988, numa GPX 750. A ZXR 750 foi a próxima vencedora da Kawasaki; uma primeira vitória em 1990 em Brainerd com Doug Chandler.

Piergiorgio Bontempi, pela Kawasaki Itália, teve várias corridas de sucesso, mas sem vitórias. Depois, veio a ZXR 750R e a primeira vitória de Aaron Slight em 1992, antes do modelo ser campeão em 1993 com Scott Russell, que levou cinco vitórias, incluindo Portugal.

Russell deu à Kawasaki o primeiro título

Russell ainda foi segundo em 1994, mas Anthony Gobert venceu em 1995 e em 1996, na nova ZX-7RR.

Gobert, o Goshow, foi uma relâmpago no firmamento

Depois, Akira Yanagawa tornou-se sinónimo de Kawasaki entre 1997 e 2001, com três vitórias ao longo da temporada, enquanto Hitoyasu Izutsu tornou-se no primeiro wildcard japonês a fazer a dobradinha em Sugo em 2000, numa Kawasaki de fábrica.

Yanagawa andou de Kawasaki quando não era moda

Uma nova ZX-10R entrou nas SBK em 2004 e, apesar de Mauro Sanchini chegar a liderar em Misano, nunca conquistou um pódio com ela. A ZX-10R subiu ao primeiro pódio em 2005 com Chris Walker em Valência antes de fazer uma incrível viagem à chuva em Assen em 2006 para vir de último e vencer, dando à Kawasaki a sua primeira vitória desde 2000 e a primeira para a nova ZX-10R.

Walker venceu Assen à chuva

Um pódio ficou entre a vitória e a seguinte, com Fonsi Nieto a chegar a casa em terceiro em Magny-Cours em 2007, antes de surgirem grandes atualizações para 2008.

O Nurburgring em 2011 viu um novo modelo ZX-10R, com Tom Sykes dando-lhe a primeira vitória no molhado. Em 2012 viu o desafio de moto para o título com Sykes, que levou quatro vitórias a caminho do segundo lugar, enquanto o colega de equipa Loris Baz conseguiu a primeira vitória da carreira em Silverstone.

Em 2013 Sykes fez ainda melhor e tornou-se o primeiro Campeão Kawasaki em 20 anos, enquanto Baz ganhou em Silverstone novamente. Desde então, só foram derrotados uma vez para o título, pela Aprilia, em 2014.

Jonathan Rea juntou-se à Kawasaki em 2015 e venceu a sua primeira corrida na Austrália, antes de superar uma rivalidade com Chaz Davies, da Ducati, para assumir a coroa.

A ZX-10RR domina o Campeonato desde 2015

Um modelo renovado de ZX-10R foi revelado em 2016 e depois a ZX-10RR veio em 2018.

Com elas, Rea alcançou cinco títulos no total, com 74 vitórias também. Nessa altura veio Toprak Razgatlioglu, que conseguiu a primeira vitória em Magny-Cours em 2019, e ser o melhor independente numa ZX-10RR.

Em 2020, já vemos o novo piloto Alex Lowes a liderar a classificação; Talvez seja ele a próxima estrela Kawasaki?

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Mundial Superbikes
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png