Dakar 2023: O resumo da 19ª vitória da KTM na edição mais renhida dos últimos anos  

Por a 24 Janeiro 2023 11:17

Assegurando a vitória no Rally Dakar 2023 com Kevin Benavides, a KTM garantiu a sua 19ª vitória no mais exigente e icónico de todos os eventos de todo-o-terreno. E não só isso: a KTM também garantiu uma incrível luta pelo triunfo a poucos quilómetros do final, entre o argentino e Toby Price, um último duelo que se resumiu a “uma corrida de motocross durante 130 quilómetros”, disse Pit Beirer, diretor da KTM Motorsports.

Foi a incrível consistência e rapidez de Kevin Benavides ao longo das 14 etapas da corrida que permitiu ao vencedor do Dakar chegar com 12 segundos de atraso no penúltimo dia para conquistar a vitória na fase final. O seu colega de equipa Toby Price que acabou por ficar em segundo lugar, conseguiu manter a cabeça erguida, lutando o bicampeão Dakar até ao final para perdera corrida ao primeiro por uns ingratos 43 segundos!

Duas semanas loucas

A primeira semana no Dakar deste ano correu incrivelmente bem para os pilotos da KTM. Kevin Benavides terminou-a em segundo lugar na geral e foi seguido de perto em terceiro pelo jovem americano em ascensão Mason Klein. Um lugar atrás de Mason, Toby Price estava a menos de dois minutos do líder no que já se estava a formar para ser um dos Dakar mais apertados de sempre da história. A fechar o top 10 após a oitava etapa estava Matthias Walkner, não a posição que o austríaco queria mas a possível depois de ter caído no segundo dia e ferido o seu pulso, o facto de ter conseguido mesmo assim continuar foi notável.

A segunda semana de corridas foi essencialmente disputada sobre dunas. E embora a navegação fosse talvez menos exigente, a capacidade de ler o terreno tornou-se muito mais importante. Mason Klein, que já tinha chegado à segunda fase, infelizmente sofreu duas quedas na etapa após o dia de descanso. Embora pudesse continuar, os ferimentos que sofreu acabariam por excluí-lo de qualquer controvérsia. A futura estrela de 21 anos foi forçada a atirar a toalha ao chão no dia 12. Matthias Walkner também foi forçado a retirar-se um dia mais tarde, quando um acidente perto do início da especial no dia 13 resultou no transporte aéreo do austríaco para o hospital. Felizmente, Matthias não sofreu ferimentos graves.

Final ao sprint

No final do 13º dia, Kevin Benavides, que ficou no topo das folhas de tempos apesar de ter parado para ajudar o companheiro austríaco ferido, seguiu o seu companheiro de equipa Price por apenas 12 segundos. O Dakar seguia então para um sprint de 138 quilómetros no último dia. Com a ordem de partida invertida para a etapa 14, Benavides partiu em segundo a último, com Price com apenas três minutos de atraso. Os dois pilotos do KTM deram ambos tudo o que tinham na última especial, mas haveria apenas um vencedor – Kevin Benavides.

“Foi um último um dia fantástico!”, comentou Kevin Benavides. “Concentrei-me apenas em cada quilómetro desde o primeiro ao último. Não pensei na posição ou no resultado, apenas dei os meus 100% durante toda a etapa e tentei aproveitar o dia. A especial final foi rápida e complicado, e muito lamacenta – felizmente não cometi grandes erros, mas teria sido fácil ter um problema por aí.”

Com a navegação a revelar-se crítica no dia final da competição, ao falhar alguns pontos de passagem e ao ser forçado a voltar atrás, Toby Price terminou a etapa 55 segundos atrás de Benavides. O resultado final deu a Benavides a vitória e uma incrível 19ª vitória no Dakar à KTM.

“Foi um óptimo trabalho do Kevin, ele portou-se muito bem”, reconheceu o australiano da KTM. “Sabia que ia ser apertado, e é claro que rolei rápido desde o início da última especial. Falhei três pontos de passagem. Obviamente, o objectivo é ganhar, e é frustrante falhar por uma margem tão estreita. Mas estou em forma, saudável, e vou para casa com um troféu, pelo que isso é o mais importante. Estou pronto para outro no próximo ano”. Concluiu Toby Price.

Classificação final do Rally Dakar

1. Kevin Benavides (ARG), KTM, 44:27:20
2. Toby Price (AUS), KTM, 44:28:03 +0:43
3. Skyler Howes (USA), Husqvarna, 44:32:24 +5:04
4. Pablo Quintanilla (CHI), Honda, 44:46:22 +19:02
5. Adrien Van Beveren (FRA), Honda, 44:47:50 +20:30

0 0 votes
Article Rating
This site uses User Verification plugin to reduce spam. See how your comment data is processed.
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x