Rossi ainda no topo aos 40 anos

Por a 16 Fevereiro 2019 15:23

Valentino Rossi faz este Sábado 40 anos, uma idade incrível se pensarmos que continua  a competir ao mais alto nível no seu desporto de eleição. Há quem critique o Italiano por não se ter retirado após um par de épocas menos brilhantes na Yamaha, mas a verdade é que poucos disputariam a afirmação de que é o mais extraordinário piloto de sempre do Mundial, sendo já apenas batido no seu número de 9 títulos pela dupla de  Giacomo Agostini (15 títulos) e Angel Nieto (13) – que no entanto conquistaram os seus títulos quando as coisas eram muito diferentes e as motos de fábrica tinham uma vantagem avassaladora sobre os restantes concorrentes.

Para trás ficaram os 8 de Phil Read, os 7 de Márquez, ou os 6 de Michael Doohan e um número de outros que consideramos grandes mas nunca chegaram a dominar como o homem de Tavullia na sua época de ouro ao virar do século.

Foram 20 anos inesquecíveis, não só pelas vitórias e feitos em pista, mas pela personalidade, as declarações, o humor nas celebrações a que nos habituou e toda uma preocupação com a imagem que se reflete nas numerosas edições de capacetes muito diferentes e, no entanto, imediatamente reconhecíveis, fruto também do génio de Aldo Drudi que os concebe e pinta.

Rossi pai e filho

Há poucos dias o seu pai Graziano, ele próprio um piloto com algum sucesso nos anos oitenta em 250 e 500, falava ao órgão italiano Corriere Della Sera sobre o filho, dizendo que continua tão rápido e a gozar o desporto como quando começou: “Não mais rápido, mas igualmente capaz… A distinção é subtil… Só não ganhou o ano passado porque a Yamaha, a dada altura, andou para trás… Podia continuar até aos 46, pois Valentino soube manter-se jovem, que é um desejo de todos os homens, mas que nem todos conseguem concretizar… e a razão é que continua a divertir-se com as corridas tanto como aos 16 anos!”.

Com Michael Jordan em Valencia em 2009

Rossi nasceu em 1979, e podíamos citar desde então outros atletas que permaneceram no topo aos 40 anos, como o pugilista Americano George Foreman, ou a leda do basquete Michael Jordan que aos 40 anos ainda marcou 43 pontos numa única partida da NBA. Michael Schumacher é outro que também esteve nos píncaros da Formula 1 por essa idade.

2000 com a Honda 500

Ainda muito no ativo como piloto, e sem anunciar a data do seu afastamento por ora Rossi tem já uma carreira como promotor e dono de equipas, apoiando pilotos como o seu meio-irmão Luca Marini (pelo lado da mãe Stefania e não do pai), o actual campeão de Moto 2 Francesco Bagnaia ou o meio-brasileiro Morbidelli.

O primeiro título foi nas 125

Do nosso lado, fiquem com estas imagens de momentos da carreira de Valentino Rossi e decerto se juntarão a nós com um sentido “Parabéns”!

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Moto GP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png