Petrucci lidera FP3 a ritmo recorde

Por a 1 Junho 2019 09:47

MotoGP começou Sábado com condições ideais de temperatura amena e sol na FP3, mas também com uma violenta queda de Rins logo nos primeiros segundos da sessão, traindo um pneu ainda frio na Suzuki.

Dovizioso foi o primeiro a colocar uma volta rápida em ação, seguido de perto por Pirro, o piloto de testes Ducati, mas com poucos minutos andados, e apesar de afetado por uma constipação, Márquez faz 1:46.696 do nada, mostrando que seria muito difícil bater a Honda Repsol.

Quartararo, com a Yamaha, salta para o Top 3, com Vinãles apenas 6º e Rossi 13º nesse ponto. Rins vem para a pista com a segunda moto (e fato novo!) e Márquez continua a dar um recital de condução no traçado Toscano, mais saliente ainda pelo 21º de Lorenzo!

A meio da sessão, Rabat, Bagnaia, Miller e Nakagami, aproveitando pneus macios, estão à procura do melhor tempo, e é Nakagami a colocar outra Honda no topo a 23 minutos do final.

Rins vai ascendo ao Top 12 e, com Zarco 16º, Oliveira estava de novo fora do Top 20 no que já se está a provar um fim-de-semana difícil para o Português e para as KTM Red Bull em geral.

Com 16 minutos para o final, Quartararo vem colocar-se em segundo mas a reação de Márquez, que este fim-de-semana atingiu um novo recorde de ângulo em curva, 65º, é aguardada.

Lorenzo, sempre muito forte em Mugello, entra apenas no Top 10, mas pouco depois, chega mesmo a 6º, perfazendo 4 Honda no Top 10, com Crutchlow a chegar a 5º nessa altura.

Os últimos 10 minutos são frenéticos, com Petrucci a colocar-se à frente a ritmo recorde, 1:46.056, que o torna o homem mais rápido de sempre em Mugello, mas Dovizioso, Rossi, Pirro, Lorenzo, Miller e extraordinariamente Espargaró, na KTM, em 2º!

A 5 minutos do fim, Márquez sai com um slick macio na traseira, obviamente num ataque à volta rápida, mas Espargaró vem colado na KTM, a apenas 0,3 de segundo decidido a capitalizar na volta, quando Márquez agita os braços em irritação a um piloto atrasado que lhe terá estragado a volta. Viñales está igualmente em modo de ataque, saltando para 5º e num momento, a liderança de Márquez parece história, com o Espanhol da Honda Repsol a descer para 9º…

Dramaticamente, a segundos da bandeirada, Dovizioso está fora do Top 10, e será obrigado a ir à Q1, tal como Rossi, colocado em 13º por um alargamento de trajetória na última volta, enquanto nos segundos finais, Morbidelli entra no Top 10.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas MotoGP
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x